650_1000_meizu

A Meizu é uma das empresas chinesas que podemos colocar no primeiro time da telefonia móvel asiática, ao lado da Oppo e Xiaomi. Nos últimos anos, eles se caracterizaram pelo catálogo bem reduzido, o que nos leva a crer que ainda é uma empresa muito pequena. Mas as coisas estão mudando. E rápido.

A mudança de filosofia, ou o investimento que eles receberam recentemente, é algo que não podemos falar muito, pois são valores desconhecidos. Porém, é uma realidade o fato que no mês de dezembro eles realizaram a sua primeira apresentação com caráter mundial, com jornalistas vindos dos mercados mais importantes.

Com isso, vários smartphones foram apresentados, em diferentes linhas, em um curto espaço de tempo, e todos eles muito competitivos. Destacamos o modelo top de linha Meizu MX4 e sua versão Pro, e a suas mais recentes apostas para o mercado chinês, o M1 (Blue Charm) e o M1 Note.

Todos os modelos contam com especificações técnicas à altura dos melhores competidores, sem se esquecer do design e dos preços muito competitivos, principalmente no caso do M1. Para criar uma linha de quatro novos telefones e lançá-los em tão pouco tempo, algum investimento financeiro mais relevante aconteceu.

Sobre as vendas, o seu CEO Jack Wong informou nas redes sociais que em janeiro de 2015 eles distribuíram 1.5 milhão de telefones, uma quantidade muito alta para as dimensões da empresa. Comparado com o mês de dezembro de 2014, período importante por conta das vendas natalinas, a Meizu distribuiu 1 milhão de unidades dos seus produtos.

Via Meizu