new-xbox-one

A homologação do Xbox One na Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) pode ajudar a solucionar o mistério do PlayStation 4 a R$ 3.999. Segundo a documentação vazada do órgão regulador brasileiro, o console da Microsoft foi homologado em 8 de outubro de 2013, e de acordo com as imagens vinculadas aos documentos do console, e será montado no Brasil.

Os documentos de homologação são públicos (o link para consulta está disponível no final do post – código 3090131569, na área Número de Homologação), e o registro comprova que a Microsoft do Brasil deu entrada no pedido de aprovação do produto. Quem vai montar o Xbox One por aqui será a MASA da Amazônia, e mesmo sem contar com uma produção local, o simples fato de montar o produto por aqui já garante o selo de “Fabricado no Brasil” e, por consequência, garante algumas isenções fiscais que afetam diretamente no preço final do produto.

É fundamental lembrar que, em julho, a Microsoft afirmou que a primeira leva do Xbox One seria importada, com a produção nacional do console prevista para começar apenas em 2014. É claro que os planos podem ter mudado, mas particularmente acredito que isso não mudou. O que pode também ocorrer é o simples fato dos planos serem os mesmos, e a própria Microsoft já ter subsidiado a primeira leva vinda de fora do Xbox One (e eles tem bala na agulha para isso), e  quando a produção local começar, o seu preço se manter inalterado, já com todas as isenções fiscais aplicadas.

xbox-one-made-in-brazil

A Microsoft se recusa a comentar o assunto, e promete dar maiores esclarecimentos durante a coletiva de imprensa na Brasil Game Show 2013, prevista para acontecer na próxima sexta-feira (25).

De fato, com essa informação em mãos, as coisas mudam um pouco de figura, e de forma favorável para a Sony. Isso explica em partes a gritante diferença do preço, já que a Microsoft simplesmente deixa de pagar alguns impostos locais para ofertar o produto no Brasil. Também confirma que o preço do Xbox One é realmente caro demais, ainda mais se considerarmos que o Xbox 360 custa hoje R$ 800 no seu preço inicial sugerido.

Por outro lado, revela também que a Microsoft já tinha um plano bem adiantado para fabricação do console no Brasil, algo que a Sony ou não fez, ou não tinha planos para fazer tão já. E, mesmo assim, se retirarmos os impostos relativos à importação do PS4, e os incentivos fiscais para a produção nacional, o console dos japoneses ainda custa mais caro que o Xbox One, mesmo custando US$ 100 a menos.

Em resumo: a Sony ainda precisa se explicar. Vamos esperar pela coletiva de amanhã (24) para saber o que eles podem falar sobre o assunto.

Via Meio Bit, Anatel, G1