650_1000_amazon-fire-phone

Durante anos, muito se falou sobre um smartphone da Amazon, algo que parecia inevitável depois do lançamento dos tablets e de sua própria edição do Android, e com uma aposta clara para promover a sua loja online. Porém, quando o Fire Phone finalmente apareceu, as reações foram muito negativas desde o começo.

O Fire Phone era um smartphone medíocre, com muita perfumaria. Mas a pior parte é que a combinação de hardware e software, que transformava um smartphone em uma ferramenta de compras de produtos da própria Amazon, tinha um preço descabido. O modelo jamais conseguiu sucesso em um mercado que o desprezou, o relegando ao esquecimento com muita rapidez.

Por fim, a Amazon confirmou que as últimas unidades do Fire Phone foram vendidas no final do mês passado, dando fim ao projeto.

 

De promessa à decepção

Não faz muito tempo que a Amazon indicava que o seu interesse pelos smartphones se dissipou: a empresa despediu ‘dezenas’ de funcionários dos laboratórios de I+D da Amazon na Califórnia, deixando claro que, ainda que eles não fechem as portas para um futuro sucessor do Fire Phone, esse novo produto não teria data definitiva de lançamento.

As vendas do Fire Phone foram um desastre desde o começo. O preço de US$ 649 para o smartphone era caro demais para aquilo que ele oferecia (e para o que deixava de oferecer), e a Amazon rapidamente entendeu que aquelas críticas eram justificadas: as limitadas vendas resultaram em um prejuízo de US$ 170 milhões, fazendo com que a empresa reduzisse o preço do dispositivo.

Em novembro de 2014, eles reduziram o preço do Fire Phone para US$ 199, mas isso só serviu para aumentar a agonia. No meio de 2015, eles reduziram o preço de novo, para US$ 159 + um assinatura do Amazon Prime de um ano (no valor de US$ 99), o que deixava o smartphone com um preço prático de US$ 59. É inevitável pensar o que teria acontecido se a Amazon adotasse uma proposta de preço agressiva desde o começo.

Está evidente que a primeira tentativa de Jeff Bezos no mundo dos smartphones foi um grande fracasso. Agora, resta saber o que acontece com esses rumores sobre os tablets de baixo custo, mas tudo indica que, pelo menos por enquanto, no segmento mobile, eles estão fora.

Via GeekWire