A Nokia teve os seus 15 minutos de destaque no dia 5 de setembro, com os novos smartphones Lumia com Windows Phone 8 e, principalmente, por causa da câmera do Lumia 920 PureView. Mas tudo isso se transformou em um pesadelo para a fabricante finlandesa, quando descobriram que o vídeo foi produzido com uma câmera DSLR convencional, ou seja, além de não ser feito com a câmera do Lumia 920, a câmera usada sequer contava com o efeito de estabilização por lentes (ou OIS). Além disso, um fotógrafo profissional detectou que algumas fotos registradas nas imagens de demonstração da câmera também foram feitas com uma câmera profissional, e não com a câmera do smartphone.

A Nokia publicou um comunicado, com uma desculpa formal em seu site sobre o ocorrido. Afirmou que não fez isso de forma deliberada, e que seus executivos não tinham conhecimento daquilo que a agência de propaganda contratada para a ação tinha feito. Independente de qualquer coisa, a imagem negativa passada já estava marcada, e parte daquilo que tudo aquilo que foi apresentado pela Nokia no evento de imprensa se perdeu.

Tudo isso levantou uma grande dose de dúvida em veículos de imprensa e usuários de tecnologia, com a pergunta quase inevitável: “afinal de contas, será que a câmera do Lumia 920 é realmente capaz de entregar aquilo que a Nokia promete?”

O pessoal do site The Verge resolveu ir à campo e responder essa pergunta. Se encontraram com um dos engenheiros da Nokia, e fizeram o teste mais eficiente para eliminar qualquer tipo de dúvida: um simples comparativo do Nokia Lumia 920 com modelos igualmente poderosos e destacados no mercado de smartphones, como o Samsung Galaxy S III, iPhone 4S, HTC One X, Nokia Lumia 900 e Nokia 808 PureView. Começamos esse comparativo com um vídeo que mostra as reais possibilidades da câmera do Lumia 920.

Abaixo, temos as fotos do comparativo feito pelo The Verge, que mostra o modo noturno de alguns dos modelos testados, em um cenário com baixíssima iluminação, mostrando claramente que o Nokia Lumia 920 tem uma qualidade final melhor nesse tipo de foto.

Como esperado, os resultados a favor do Lumia 920 foram impressionantes, tanto nos recursos do hardware como de software. O pessoal do The Verge ficou impressionado em com o OIS cria a compensação prometida na redução de trepidações na hora do registro de fotos, e como o registro das fotos em baixa luminosidade é maior com a lente da Nokia, que possui abertura F/2.0.

Quer mais exemplos? Abaixo, temos alguns exemplos desse comparativo (clique nas imagens para ampliar)

Nokia Lumia 920 PureView

Samsung Galaxy S III



HTC One X

Apple iPhone 4S

Nokia Lumia 900

Nokia 808 PureView



Samsung Galaxy S III (modo noturno)

HTC One X (modo noturno)

Como é possível observar pelas imagens, fica evidente que essa é uma pequena amostra do que a câmera do Nokia Lumia 920 pode fazer. Independente dos critérios utilizados tanto pela Nokia quanto pelo The Verge para essa avaliação, é frustrante saber que a Nokia resolveu “melhorar artificialmente” algo que, de forma nativa, tem potencial para ser muito bom. Não haviam motivos técnicos que impedissem a utilização da câmera dos protótipos para demonstrar realmente como o OIS é eficiente. Talvez o motivo para a não utilização do Lumia 920 fosse o fato da tecnologia do smartphone ainda estar inacabada. Mesmo assim, a ausência de um alerta que aquele vídeo era uma simulação deixa a impressão de propaganda enganosa da empresa.

Outro vídeo, feito pelo pessoal do WPCentral, também mostram o Lumia 920 em desafio com os seus principais concorrentes, comprovando suas qualidades (e confirmando o que o The Verge afirma em sua publicação. Veja abaixo.

Outro vídeo comparativo entre o Lumia 920 e o HTC Vivid reforça tais propriedades positivas. Player abaixo.

Por fim, eu entendo que a Nokia mandou muito bem nos lançamentos do Lumia 920 e 820, mas deixou a desejar em um ponto considerado fundamental: contar a verdade sobre o que o produto realmente é capaz de fazer. Não que ele não seja surpreendente na sua câmera e nos demais recursos que oferece, mas como em tudo nesse mundo, a primeira impressão é a que fica. E quando descobriram a trapaça da Nokia nesse caso, a dúvida foi levantada. Para sua sorte (ou até mesmo por causa da curiosidade dos veículos que cobrem o mundo da tecnologia), sites e blogs estão curiosos para responder essa pergunta, e estão resolvendo de forma positiva para o lançamento da finlandesa. Porém, isso cria um ar de desconfiança e dúvida. Sobre a empresa, e até mesmo sobre o produto.

Que o Nokia Lumia 920 PureView é um bom smartphone, eu não tenho dúvidas disso. A minha dúvida é: o quanto ele é verdadeiramente bom?

Com informações dos sites: The Verge, WPCentral e @PhoneDaz