iphone-6s-oficial-04

Muitos fabricantes já deram o salto para os 32 GB de armazenamento com base nos seus modelos top de linha, algo que a Apple se recusou a fazer mais uma vez ao lançar um iPhone 6s com 16 GB de armazenamento como variante mais acessível do seu novo smartphone.

A essa altura do campeonato, a pergunta é inevitável: realmente faz algum sentido manter a versão de 16 GB?

Não dá para responder de forma direta com um ‘sim’ ou ‘não’, já que temos que considerar alguns fatores.

 

Cada usuário é um mundo

Essa premissa é essencial, e temos que ter em conta antes de dar uma resposta. Nem todo mundo baixa e instala jogos pesados, ou carrega o seu iPhone de musicas, ou grava vídeos o tempo todo. Muitos optam por um uso mais leve, priorizando outras necessidades e conteúdos.

Soma-se ao fato que contamos hoje com uma grande quantidade de opções para administrar de forma eficiente o espaço disponível em nosso dispositivo, como por exemplo os serviços de armazenamento na nuvem ou as cópias de segurança. Duas vias simples que nos permitem contar sempre com uma boa dose de espaço.

É claro que para os usuários mais avançados, que desejam explorar ao máximo as características do seu novo iPhone 6s, os 16 GB de armazenamento não serão suficientes, já que na prática temos apenas 12 GB livres para dados do usuário (4 GB são ocupados pelo sistema operacional e aplicativos essenciais).

 

E a resposta é…

O que vai mandar são as necessidades de cada usuário. De um modo geral, 16 GB são suficientes para muitos, mas se você gosta de jogos, conteúdos multimídia e pensa em gravar vídeos em 4K, o modelo base do iPhone 6s claramente NÃO foi feito para você.

Mesmo assim, seria muito providencial que a Apple desse o salto de uma vez para os 32 GB no seu modelo basse, e que isso não implicasse em um aumento de preço.

Mas você sabe como as coisas funcionam na Apple… ou seja, vamos ter que esperar mais um ano para ver se eles mudam de ideia.