Muito se falou da ausência do processador Snapdragon 835 da MWC 2017.

Ao que tudo indica, Qualcomm e Samsung chegaram a um acordo de exclusividade, onde o primeiro modelo a receber esse novo chip de forma exclusiva seria o Galaxy S8.

Isso pode fazer com que os demais fabricantes atrasem os seus lançamentos com esse processador (já que o Galaxy S8 só deve chegar ao mercado em abril), além de obrigar a concorrência a apostar em outros processadores, correndo o risco de ficarem atrás de um dos smartphones Android mais promissores de 2017.

No caso da LG, ao que tudo indica, o LG G6 vai apostar na segunda solução, já que o modelo será anunciado na MWC 2017 com um processador Snapdragon 821.

Isso gera várias dúvidas: é a morte anunciada dos tops de linha da LG? Os usuários vão se fixar nos detalhes para eventuais comparações? Ou ninguém está dando a mínima para isso, e quer o smartphone mais completo possível nesse momento?

 

O que você acha de tudo isso?