A Apple enfrenta problemas legais com o seu Facetime na China. Segundo o blog MIC Gadget, um homem taiwanês que apenas responde pelo nome Lee alega ser o dono da patete de uma tecnologia de “um assistente digital pessoal por voz com acesso à rede” (ou “voice network personal digital assistant”), declarando que sua tecnologia é a mesma utilizado no Facetime.

Uma corte na cidade chinesa de Zhenjiang confirmou o processo e já contactou a Apple sobre o assunto, que até o momento, não respondeu. O processante afirma ter descoberto a violação da patente depois de comprar um iPhone 4S, e desenvolveu o seu projeto para colocá-lo em um dispositivo de comunicação pela internet, uma vez que teve dificuldades para se comunicar com amigos e familiares durante uma viagem. Ele patenteou a sua tecnologia em 2003.

Com todo mundo processando todo mundo por causa de violação de patentes, é difícil saber qual tecnologia é legítima, e qual é uma cópia de outra que já existia. Mas, de qualquer forma, a Apple ainda conta com a opção de fechar um acordo financeiro com o processante. A primeira audiência entre as duas partes deve acontecer em setembro. Lee não especificou qual o montante financeiro que o problema causou, mas deixa claro que quer que a Apple pare de violar a sua patente.

Não é a primeira vez que a Apple tem problemas legais na China. Recentemente, eles tiveram que pagar US$ 60 milhões para encerrar a disputa com a Proview Technology para ter o direito de uso do nome iPad.

Via MIC Gadget