facebook

Para combater o fake news, o Facebook está tomando várias medidas. Primeiro, adicionou um botão onde o usuário alerta sobre a notícia falsa. Depois, trabalha em um algoritmo que detecta as notícias falsas (mas ainda precisa da intervenção humana para funcionar corretamente) e, mesmo assim, não vai retirá-la do feed de notícias, mas sim deixar de promovê-la para que ela não seja muito compartilhada.

Agora, o último movimento do Facebook parece ser um dos mais relevantes, já que acerta onde mais dói nas páginas de fake news: a publicidade.

Se o Facebook identificar uma página que publica notícias falsas, automaticamente vai impedí-la de comprar anúncios dentro dos seus domínios. Além disso, qualquer página que republicar tais notícias vai receber o mesmo tratamento. Não são especificadas o número de notícias falsas necessárias para a punição, mas informam que tudo parte de um comportamento que se repete com o tempo.

O mecanismo é uma forma de evitar que existam incentivos econômicos na criação de conteúdos falsos, o que faz sentido. Uma notícia falsa muito atraente atrai muitos leitores. Com um pouco de investimento, esse número pode duplicar ou triplicar, o que faz com que o seu lucro na hora de vender publicidade seja maior.

Logo, com essa medida, muitos portais podem se sentir desestimulados a criar esse tipo de conteúdo.