blackberry-smartphone-teaser

Algo mais do que lógico e esperado. Não faz muito tempo que o WhatsApp anunciou o fim o seu suporte para os sistemas Nokia S40, Symbian e BlackBerry para o final de 2016. Inesperado pois o serviço tem como ponto forte estar em um grande número de plataformas, mas lógico pois tais sistemas operacionais contam com um número de usuários cada vez menor.

Mas o WhatsApp não é o único a abandonar o barco do BlackBerry OS e do BlackBerry 10. O Facebook também optou por retirar o seu aplicativo da loja de apps dos canadenses, fazendo algo muito mais sutil: transformando o seu aplicativo em um simples link para a sua página na internet.

Com isso, o Facebook renuncia a continuar com o desenvolvimento do seu aplicativo para um sistema operacional que conta com participação cada vez menor. Os usuários foram obrigado a atualizar o seu aplicativo, que virou um simples link para a página da rede social, e o suporte para as suas APIs também foi encerrado.

 

O BlackBerry OS pressiona, mas tem missão complicada

A BlackBerry não quis se dar por vencida. Iniciou uma campanha no Twitter com a hashtag #ILoveBB10Apps para fazer pressão, além de garantir que vai tentar fazer com que tanto o Facebook como o WhatsApp mudem de opinião. Por outro lado, eles também criaram uma nova lista de apps na BlackBerry World com o nome “Great Apps on BlackBerry”, com 20 aplicativos que serão renovados a cada 15 dias.

Mas apesar dos esforços da BlackBerry, a situação é bem complicada. Com os dados da Kantar Worldpanel, o BlackBerry OS tem, de forma direta, 0% de cota de vendas na maioria dos países, e na sua maior porcentagem ela alcança ridículos 0.2%. Se levarmos em conta que a própria empresa decidiu apostar no Android no BlackBerry Priv e vai seguir fazendo isso nos próximos smartphones, ver as empresas dos aplicativos retirados ou a serem retirados mudarem de ideia parece ser algo bem improvável.

Via SlashgearBlackBerry