faces-facebook

O Facebook conta com uma ferramenta de etiquetamento automática para aquelas pessoas que gostam de aparecer em muitas fotos. Porém, não satisfeita com isso, a rede social de Mark Zuckerberg quer levar o sistema de identificação para um passo adiante, e trabalha em um algoritmo que dispensa a necessidade do rosto do usuário aparecer na foto para que o mesmo seja identificado.

A equipe de Inteligência Artificial do Facebook trabalha nesse algoritmo, que ainda é experimental. Ele visa identificar as pessoas inclusive quando elas não aparecem de forma clara, utilizando vários sinais característicos que as pessoas mostram pela linguagem corporal.

Yan LeCun, líder da equipe por trás do desenvolvimento desse algoritmo, conta que ‘é possível reconhecer Mark Zuckerberg muito facilmente, porque ele sempre veste uma camiseta cinza’. E esse é um sinal claro do caminho que o Facebook está tomando no desenvolvimento desse algoritmo.

O sistema seria capaz de reconhecer as pessoas com uma precisão de 83%, tomando como base mais de 40 mil fotos publicas do Flickr, onde foram mescladas diferentes tipos de fotos, desde aquelas que aparecem o rosto da pessoa até aquelas onde os usuários estão de costas. Se for verdade, é uma porcentagem muito alta, o que pode indicar uma utilização do sistema em um ambiente prático em médio prazo.

rostos-do-facebook

O novo algoritmo (ainda em testes) deve agregar um elevado valor para aplicações e serviços de redes sociais relacionadas com o reconhecimento de pessoas, etiquetamento automático e separação de fotos em diversos eventos. Nesse último aspecto, vai ajudar o sistema para reconhecer roupas ou pessoas que nos rodeiam em uma foto.Por outro lado, vindo do Facebook, muitos já alimentam a ideia que tal método pode colaborar com uma maior privacidade dos usuários com uma identificação automática em fotos de terceiros, alertando sobre a sua presença em uma imagem.

Mas as dúvidas são mais fortes nas garantias do anonimato do usuário, onde o sistema pode reconhecer alguém mesmo que a pessoa sequer olhe para a câmera. Isso pode gerar problemas sérios para muita gente, que será obrigada a se esconder a todo custo nas mais diferentes situações.

Via The Next Web