facebook-home-topo

Baixa disponibilidade de dispositivos compatíveis, uma interface que “capa” os recursos mais vitais dos usuários de smartphones (como por exemplo o acionamento rápido da câmera ou até mesmo o aplicativo para telefone) e uma interface que levanta desconfianças sobre as grandes chances de você ter conteúdos inadequados apresentados na tela inicial do seu smartphone. Esses são apenas alguns dos motivos que podem explicar o fracasso inicial da Facebook Home. A nova interface do Facebook para smartphones Android não só temum baixo volume de downloads, como é mal avaliado pelos usuários na Google Play.

O aplicativo disponível de forma internacional na Google Play desde o dia 16 de abril (nos Estados Unidos desde o dia 12) alcançou a marca de mais de 500 mil downloads. O valor pode parecer elevado, se considerarmos o pouco tempo de disponibilidade do serviço no mercado mundial (apenas cinco dias), mas não é algo que podemos chamar de megahit. Apenas para provar esse ponto, o Instargam, quando chegou ao Android, teve 1 milhão de downloads em apenas 24 horas de disponibilidade, e antes de fechar a sua primeira semana, já contava com mais de 5 milhões de downloads.

Mas espere: podemos acentuar mais o quão esses números são pequenos. Se partirmos do ponto que o Facebook conta hoje com mais de 1 bilhão de usuários ativos (segundo o próprio Facebook), esse número mostra, de forma bem fria, que apenas 0.05% de usuários da rede social baixou o aplicativo. Mas, de novo, temos que levar em conta as limitações que citamos no primeiro parágrafo, principalmente pelo fato de estar disponível apenas para um número muito limitado de smartphones Android.

Do mesmo modo, temos também que levar em conta que no final do ano passado, o Facebook contava com 192.8 milhões de usuários de dispositivos Android. Ficando apenas com esse dado em mente, essa porcentagem de usuários que aderiram à Facebook Home sobre para 0.25%. Ou seja, segue sendo uma porcentagem muito baixa.

Mas o pior fator não é o baixo número de downloads, mas sim, as críticas negativas que a Facebook Home recebe. No momento em que escrevo esse post, 11.187 usuários votaram na página do aplicativo, e desses, 5.769 deram apenas uma estrela para o aplicativo. O número de votos positivos é muito baixo, deixando o app com uma média de valor de 2.2 em 5 possíveis.

Poucos downloads quer dizer poucos usuários que podem usar o serviço. Mas muitas notas baixas representa uma insatisfação dos usuários com o aplicativo. Resumindo: a Facebook Home não chama a atenção, e é muito criticada pelos poucos que usam. Resta agora ao Facebook descobrir onde eles estão errando, e resolver o problema o mais depressa possível.

Via The Next Web