facebook-unfollow

Ser a maior rede social do mundo também significa ficar no olho do furacão de tempos em tempos, e isso inclui ser alvo de processos. Depois de recentemente ser acionada na Justiça dos EUA pela acusação de interceptar as mensagens provadas dos usuários da rede sem o seu conhecimento, o Facebook é mais uma vez acionado judicialmente, dessa vez, pela acusação de falsificar “curtidas”.

Advogados na divisão de San Jose da Corte Distrital da Califórnia entraram com uma ação para Anthony Ditirro, residente em Colorado. Ele alega que o Facebook está falsificando os “likes” realizados em uma propaganda patrocinada do USA Today na rede, para que o anúncio seja mostrado para seus amigos, sendo que ele jamais curtiu a página do USA Today no Facebook.

Ditirro também alega que nunca vistou o site do USA Today, mas a rede social acaba mostrando para seus amigos, dando a entender que ele, em algum momento de sua vida, acompanhou o conteúdo do já citado jornal. Na ação, o usuário alega que o Facebook está violando alguns códigos civis e comerciais do estado da Califórnia, e exige uma multa de pelo menos US$ 750 pelos danos causados pela veiculação não autorizada.

O processo foi acionado em nome de todos os usuários norte-americanos do Facebook que acreditam que o tal apoio à propaganda do USA Today foi falsificada. Em um comunicado publicado pelos site CNET, o Facebook alega que a causa não possui mérito, e que e a empresa vai se defender da acusação de forma “vigorosa”.

Via CNET, Ubergizmo