Com a chegada do iPhone X aos jornalistas e especialistas de tecnologia (e alguns consumidores), o Face ID começa a ser testado de forma intensa. E em um dos testes confirmou-se algo que já era sabido: o sistema não consegue distinguir gêmeos.

Um teste (que você confere no final do post) mostra isso, e comprova que os gêmeos são a grade debilidade do Face ID. Porém, outros métodos de trapaça são detectados pelo sistema de reconhecimento facial.

Ou seja, mesmo sem ser perfeito, o Face ID é muito mais seguro que a solução da Samsung presente nos modelos Galaxy S8 e Galaxy Note 8.

A Apple informa que o Face ID aprende em tempo real e se adapta às mudanças do rosto do usuário, tanto as intencionais como as do passar do tempo. Em teoria, ele pode diferenciar gêmeos que envelhecem de formas diferentes.

Vamos ver como o Face ID evolui nas próximas gerações do iPhone, mas fica claro que a Apple não vai voltar atrás (adeus, Touch ID), e a próxima geração do seu smartphone deve contar com o novo sistema de autenticação.

 

 

 

Via Mashable