coreano

 

Em 2015, a Coreia do Sul apresentou o seu novo avião de combate, o Kai KF-X. O que ninguém esperava é que alguém ia analisar as imagens do vídeo de apresentação da aeronave e descobrir que eram imagens de um videogame.

O custo de produção do vídeo foi de US$ 40 mil, que saiu diretamente do bolso dos cidadãos do país. O exército sul-coreano admitiu o erro, e confirmou que as imagens foram utilizadas sem a permissão dos seus criadores. Por outro lado, o mesmo exército culpa a empresa produtora do vídeo, que por sua vez garante que a Agência para o Desenvolvimento da Defesa e a empresa estatal aeroespacial Korea Aerospace Industries optaram por fazer o vídeo daquele jeito.

As imagens em questão foram retiradas dos jogos Battlefield 3 e Ace Combat: Assault Horizon. Nem EA, nem Namco Bandai comentaram o assunto, mas se ambas forem para a justiça podem cobrar indenizações dos envolvidos pelo uso das imagens não autorizadas.

O vídeo da discórdia? Você confere a seguir.

 


Via Korea Times