handcuffs-flickr-victor

Provavelmente você se lembra que, a alguns anos, um ex-funcionário da Microsoft revelou informações confidenciais sobre o Windows 8 por vingança para um blogueiro francês, com o objetivo de compartilhar o código do software pela internet e tornar o futuro sistema operacional da Microsoft vulnerável. No final, o pessoal de Redmond identificou o responsável, e hoje (13) sabemos que a sentença pelo seu crime é de três meses de prisão.

Esse é o tempo que Alex Kibkalo terá que passar atrás das grades. A sentença é polêmica, já que a Microsoft teve que espionar a conta de e-mail pessoal de Kibkalo no Hotmail para obter detalhes considerados essenciais para a investigação.

Para evitar problemas futuros, a Microsoft editou sua política de privacidade, e esclareceu que não vai espionar nenhuma conta do Outlook até mesmo quando a sua propriedade intelectual em jogo. Também esclareceu que não utilizará nenhum processo automatizado que escaneie seus e-mails com fins publicitários (para mostrar anúncios de acordo com suas preferências, como faz hoje a Google).

Vale lembrar que todas essas mudanças só se tornarão efetivas a partir do dia 31 de julho.

Via GeekWire