650_1000_estudiantes-notas-1-1

A tendência é que a tecnologia deve ser algo mais e mais presente nas salsa de aula, mas sempre houve um debate sobre até que ponto isso deveria acontecer. Um estudo mostra que os professores que proibiram o uso de notebooks durante todo um semestre letivo tiveram como resposta melhores resultados dos estudantes que passaram a escrever os conteúdos com o lápis ou caneta em um caderno, com uma melhora consistente e generalizada.

Vários estudos anteriores já revelaram que o uso de notebooks na sala de aula era uma fonte de distração que transformava o aluno em um ser multitarefa, mas sem reter de forma consistente o conteúdo das aulas. O experimento desses pesquisadores fizeram com que 327 estudantes de três campus universitários diferentes anotassem (uns com notebooks, outros sem) uma série de conferências do TED, dos quais eles tinham que responder perguntas tanto conceituais como concretas.

Ainda que as perguntas sobre os temas concretos tiveram respostas boas para os dois lados, as respostas das perguntas conceituais foram melhor respondidas pelos estudantes que anotaram tudo a mão. Não só isso: em um teste surpresa realizado dez dias depois do primeiro e feito com os mesmos alunos, os resultados foram além, e os manuscritos permitiram que os alunos que os fizeram obtivessem melhores resultados que aqueles que utilizaram os portáteis.

Via Chronicle