fone-de-50-dolares

O estudante Mukund Venkatakrishnan, um jovem de 16 anos que mora nos Estados Unidos, depois de uma viagem para a Índia onde ele ajudou o seu avô a usar um aparelho auditivo, se deu conta que esse setor precisava de alternativas mais baratas e simples. E criou uma solução que custa apenas US$ 50.

Seu invento permite elevar o nível auditivo de uma pessoa com uma série de ajustes, mas é auto-programado para se transformar em um amplificador da audição, que pode ser utilizado com qualquer tipo de fones de ouvido. Seu potencial de reparação é muito simples, algo que não acontece nos aparelhos tradicionais, que contam com uma eletrônica muito mais complexa.

Mukund Venkatakrishnan

A calibração do dispositivo (que por enquanto é um simples e tosco circuito integrado) é feita através de uma simulação de som da amostra armazenada no arquivo de áudio de referência. Se o usuário não pode ouvir esse som, outra pessoa pode ajudar a calibrar o produto.

Venkatakrishnan aprendeu a programar nos dois anos seguintes, e desenvolveu o dispositivo com ajuda de engenheiros, como o seu pai e especialistas em audição. Conseguiu avaliar os seus progressos em pacientes com perda de audição para comprovar a sua precisão, e teve em conta outro fator interessante: muitas pessoas com esses problemas não querem colocar um aparelho auditivo, porque entende que o uso do dispositivo cria uma espécie de “estigma” social.

Porém, o uso de fones convencionais diminui esse problema, e pode favorecer o uso desse tipo de dispositivo. O projeto pode se transformar em uma realidade massiva se alguém investir no projeto. O jovem está em negociações com os responsáveis pela fundação Bill & Melinda Gates, e espera que o seu dispositivo possa “amplificar a vida” em um futuro a médio prazo.

Via CNN