estados-unidos-russia

Segundo o The New York Times, várias evidências mostram barcos e submarinos espiões russos próximos aos cabos submarinos de internet, e com o atual contexto da política mundial, as autoridades dos Estados Unidos e seus aliados estão preocupados que a Rússia acabe cortando tais cabos.

A origem dessa preocupação está nas agências de inteligência, que estão monitorizando as atividades da Rússia ao redor dos cabos de internet, que vão desde o Mar do Norte até o noroeste da Ásia, e nas águas mais próximas dos Estados Unidos. Um porta-voz do exército norte-americano reconheceu que não podem concluir nada sobre as operações russas, por conta da natureza secreta que possui as operações submarinas.

No mês passado, os EUA seguiram as atividades do barco russo Yantar, que é equipado para alcançar grandes profundidades. O Yantar foi visto indo da costa leste dos EUA até Cuba, seguindo de muito perto o trajeto de um cabo de internet conectado à base de Guantánamo. A marinha norte-americana disse que esse submarino poderia cortar os cabos de internet.

Por outro lado, não é raro ver os cabos de internet se danificarem por conta de desastres naturais. Se isso acontece, equipes especializadas fazem o reparo rapidamente. Porém, se é um exército inimigo que corta os cabos, o conserto pode demorar mais.

Os cabos tem uma grande importância, pois neles trafegam dados de operações comerciais que totalizam US$ 10 bilhões por dia em todo o planeta, representando mais de 95% das comunicações.

Via VentureBeat