g3-killswitch

Foi aprovada ontem (25) pelo governador da Califórnia (EUA) a lei que obriga os fabricantes de smartphones a incluírem o modo ‘kill switch’ como padrão nos dispositivos. Tal recurso permite que o usuário inutilize o dispositivo de foma remota, em caso de perda ou roubo.

Não é o primeiro estado norte-americano a aprovar essa lei (Minessota aprovou a medida primeiro), mas é o primeiro que obriga os fabricantes a incluírem o ‘kill switch’ como padrão em todos os smartphones.

Muitos de nós sabemos a dor de cabeça que passamos quando nosso telefone é roubado: ligar para a operadora para desabilitar o SIM card, bloquear o IMEI do telefone, tentar localizá-lo e formatar a memória (quando isso é possível), sem falar no boletim de ocorrência na polícia.

Hoje, não existe uma forma definitiva de inutilizar um telefone roubado. O bloqueio de IMEI – por exemplo – só desabilita as conexões móveis, e a memória do telefone e dados pessoais ainda não podem ser removidos remotamente. O ‘kill switch’ em modo padrão em todos os smartphones já é uma bela mão na roda, pois permite a inutilização do dispositivo de forma remota. Não “mata” o dispositivo roubado, mas pode reduzir consideravelmente as iniciativas de furtos.

Os fabricantes contam agora com um prazo até julho de 2015 para habilitar o ‘kill switch’ nos dispositivos vendidos no estado da Califórnia. É provável que os fabricantes não lancem novas versões apenas para esse estado, o que nos leva a crer que tal opção deve estar disponível para os usuários dos demais estados, e quem sabe posteriormente em escala mundial.

Via Gizmodo