O furacão Harvey deixou consequências devastadoras, como inundações e destruição. Foram resgatadas 72 mil pessoas na região do fenômeno. Entre elas, Tyler Frank, uma menina de 14 anos que sofre de anemia de células falciformes.

A doença pode causar efeitos muito desagradáveis no paciente em determinadas condições. Com a casa completamente inundada, a situação de Tyler e sua família se tornou crítica quando ela foi parar no telhado da sua casa, colocada pelos seus irmãos, para se salvar do perigo.

Naquele momento, as ligações para os números de emergência e mensagens pelas redes sociais pedindo ajuda não mais funcionavam. Com 39.5 graus de febre, Tyler então recorreu ao assistente virtual Siri, pedindo para que o mesmo contactasse alguém para ajudá-los. E o Siri entrou em contato com a Guarda Costeira, que realizou o resgate.

A história de Tyler Frank poderia ter terminado aqui, se não fosse pelo fato do helicóptero que estava realizando o resgate estar em uma missão especial, tendo que omitir o pedido de socorro da menina.

No dia seguinte, depois de ligar novamente para a Guarda Costeira com o número indicado pelo Siri, finalmente a menina foi resgatada no helicóptero. Hoje, Tyler e sua família passam bem.

Não é a primeira vez que vemos a tecnologia ajudar a salvar vidas. Mesmo assim, não deixa de ser algo surpreendente.

 

Via CNN