ubuntu-no-macbook-pro-2016

 

Não basta eliminar as portas de conexão e vender acessórios incompletos. Agora, a Apple removeu a compatibilidade dos novos MacBook Pro (2016) com o Linux.

Um dos recentes compradores do novo notebook da Apple na sua versão sem Touch Bar tentou instalar o Ubuntu no equipamento. No final do processo, ele constatou que o teclado e o trackpad não funcionavam, e o SSD não era reconhecido como unidade de inicialização.

 

Primeiro a Lenovo, agora a Apple

 

ubuntu-no-lenovo

 

Não faz muito tempo que a Lenovo recebeu duras críticas por impedir a instalação do Linux em seus notebooks Yoga 900 e Yoga 910.

Um parâmetro da BIOS tornava impossível que a unidade SSD fosse reconhecida pelos instaladores das distribuições Linux. A Lenovo acabou cedendo, e lançou recentemente uma atualização que resolvia o problema.

Agora, acontece algo muito parecido com os novos MacBook Pro.

O usuário do Reddit hot2 relata sua experiência, alertando que teve que mudar os parâmetros de inicialização, mas mesmo assim não obteve acesso ao mouse e teclado.

Não só isso: a SSSD NVMe tem a classe ID PCI incorreta, não podendo funcionar como disco de inicialização do Linux.

O problema parece ter a mesma consequência dos equipamentos Lenovo: não é possível instalar o Ubuntu (e provavelmente outras), pois o sistema operacional simplesmente não enxerga esta unidade.

 

Via Foss BytesReddit, Hacker News