espn-3d-logo-techcreeper

A ESPN dos Estados Unidos vai encerrar as atividades do seu canal em 3D no final de 2013. O canal informa que o principal motivo para o fim da ESPN 3D é a baixa adesão da tecnologia por parte dos assinantes, que não estão comprando televisores com a tecnologia 3D tal como era esperado.

Entretanto, a ESPN informa que não está abandonando por completo a tecnologia de transmissão em 3D. Eles confirmam que voltarão a oferecer conteúdos em 3D se (e quando) a tecnologia se tornar mais popular entre os lares norte-americanos. Porém, nesse momento, a ESPN 3D se tornou um problema, e os funcionários envolvidos diretamente com o canal não serão remanejados para outros departamentos da empresa.

A ESPN 3D foi lançada nos Estados Unidos em junho de 2010, em caráter experimental. As primeiras transmissões do canal envolviam alguns jogos da Copa do Mundo FIFA de 2010. No começo de 2011, o canal se tornou oficial, com cobertura de eventos esportivos e transmissões com imagens tridimensionais de diversas modalidades. Porém, apenas três anos após o seu lançamento, o canal encerra as suas atividades no final desse ano.

A ESPN volta agora os seus olhos para as transmissões com resolução 4K. O canal vai testar a transmissão nesse formato em alguns jogos da Copa do Mundo FIFA 2014, em parceria com a Sony.

Mas a pergunta que fica é: será que é tão legal assim ver eventos esportivos em 3D? No caso dos filmes, nós sabemos que os efeitos tridimensionais possuem mais chances de alcançarem os resultados esperados, uma vez que existe um planejamento prévio sobre como esses efeitos vão atuar na tela do telespectador. Mas no caso dos esportes, talvez a melhor solução seja mesmo a adoção do 4K, principalmente se levarmos em conta a riqueza de detalhes das imagens.

Via Gizmodo