china-smartphone-market

2013 já está quase na metade, e uma coisa está bem clara: será o ano dos supersmartphones chineses. Lá, eles já superam os PCs como principal dispositivo de acesso à internet, mas acabam não sendo muito conhecidos por aqui, até mesmo pela dificuldade geográfica desses lançamentos chegarem ao mercado. Algumas marcas deixaram o “fator xing-ling” de lado, e decidiram apostar pesado em produtos com especificações técnicas elevadas, justamente para oferecerem uma melhor experiência de uso. E sem dever em nada aos lançamentos dos grandes fabricantes globais.

Esse post especial será dividido em partes. Vamos mostrar alguns dos principais lançamentos chineses, mostrando que eles podem ser “menos chineses” do que você imagina. São modelos de linha alta, que podem muito bem atender aos usuários mais exigentes, mesmo sendo de marcas desconhecidas para a maioria.

 

Meizu MX2

meizu-mx2

Um modelo que é considerado “premium” na China é o Meizu MX2. O smartphone foi lançado em novembro de 2012, e conta com uma tela de 4.4 polegadas (1280 x 800, 343 ppp), processador MX5S quad-core de 1.5 GHz (Cortex A9), 2 GB de RAM, câmera traseira de 8 megapixels, e o dispositivo se diferencia das demais por contar com um botão iniciar patenteado, que consegue identificar gestos distintos, além de contar com um LED de notificações.

Seu sistema operacional é o Android 4.1 Jelly Bean, com a interface Flyme OS 2.0, que é bonita e minimalista. Infelizmente, essa mesma interface faz com que o usuário dependa da Meizu para ter o seu Android atualizado.

Disponível em versões com 16, 32 e 64 GB de armazenamento, seu preço inicial sugerido é de 340 euros.

 

Oppo Find 5

oppo_find_5_720

O Oppo Find 5, em teoria, é mais um que pode muito bem bater de frente com o Nexus 4. O modelo foi lançado em 2013, e tem especificações técnicas semelhantes ao mais recente smartphone da Google, com a principal diferença de contar com uma tela de 5 polegadas.

Porém, nem tudo são flores com ele. Apesar de contar com um hardware excelente (inclusive com uma construção que aparenta solidez e resistência), a interface de usuário do Oppo Find 5 faz com que você se lembre que ele é um smartphone chinês, com poucos cuidados. De qualquer forma, a interface é bem fluída, e você pode sanar esse problema com uma boa launcher. Preço sugerido de US$ 499.

 

Xiaomi 2S

xiomi-mi2s

O Xiaomi 2S tem pouco tempo de lançamento, e é mais barato que os demais modelos apresentados nessa lista, mas com especificações técnicas interessantes. O modelo conta com tela de 4.3 polegadas (720p), processador Snapdragon 600 de 1.7 GHz, 2 GB de RAM, 16 ou 32 GB de armazenamento, câmera traseira de 8 megapixels, e a incorporação da ROM MIUI na versão 5.0. Essas ROMs são conhecidas pelo belo design e minimalismo, que acabam contribuindo para um design geral muito agradável. Preço inicial sugerido de 290 euros.

Como disse antes, o grande problema desses modelos é a sua disponibilidade. Mais: no Brasil, com as novas regras de telefonia móvel que visam combater os modelos não homologados no país, esses smartphones podem sequer funcionar por aqui. Mesmo assim, é bom saber que o mundo não se restringe aos grandes fabricantes, e que boas opções existem em todos os lugares.

Aguardem pela parte 02 dessa série especial, que vai sair ainda nesta semana.