PI

O mundo dos acessórios está em constante transformação. Novas tecnologias, novas formas de interagir com os sistemas operacionais, e muitas vezes, precisamos utilizar um periférico para lidar melhor com tudo isso. E, mesmo no auge das telas sensíveis ao toque, os mouses ainda são produtos muito utilizados pelos usuários.

Empresas como Microsoft, Logitech ou Sony estão entre as mais destacadas nessa categoria, apostando fortemente na sobrevivência do mouse para gerar lucros. Outras, como a HP, propõem novas formas de interação com o computador, com acessórios como o Leap Motion. A seguir, vamos ver alguns dos destaques nesse segmento, em diferentes áreas de atuação, para o atual sistema operacional da Microsoft.

asasas

Ergonomia

Quando falamos de ergonomia em acessórios, temos que falar prioritariamente da Microsoft. Sua divisão de hardware tem mais de 30 anos de experiência na fabricação de acessórios, colocando um grande foco em muitos deles na ergonomia. Mesmo caindo mais para o lado corporativo do assunto, a Microsoft conhece as exigências dos usuários tradicionais que precisam ficar diante da tela por várias horas ao longo do dia, e hoje eles oferecem (provavelmente) o melhor mouse ergonômico do mercado.

O Sculpt Ergonomic Mouse leva a ideia de ergonomia para outro nível, graças ao seu design com espaço para repouso do polegar, adaptado ao formato das mãos e posturas naturais do pulso, com o objetivo de evitar lesões nas jornadas mais longas de trabalho. O produto já está disponível lá fora, e tem preço sugerido de 60 euros. Detalhe: ele conta com um botão Windows, que oferece um acesso direto à tela iniciar do sistema.

kilo

Design

O modelo indicado nessa categoria é o Logitech Ultrathin Touch Mouse T630. Ainda que a empresa não se preocupe muito com o marketing do produto colocando um nome desse tamanho, a verdade é que o trabalho realizado pelos seus engenheiros beira a perfeição.

Este mouse é focado para ser usado com os ultrabooks com Windows 8.1, contando com um design fino, linhas elegantes e um acabamento de alumínio que oferece uma ótima sensação de qualidade. Não tem a forma mais ergonômica do mercado, mas foi desenvolvido para se mover de forma fluída por muitos anos, sem ter desgaste de seu material.

Na sua parte superior, o usuário vai encontrar um acabamento sedoso, que oferece alta qualidade para a navegação na internet, através do seu sistema de reconhecimento de movimentos. Ele acabou de chegar ao mercado, e deve ser distribuído em diversos países pelo preço sugerido de 70 euros.

razerrrr

Games

Nesse segmento, uma empresa sempre recebeu mais destaque que as demais: a Razer. Historicamente, os mouses da empresa sempre foram muito mais avançados que os seus concorrentes, com especificações especialmente pensadas para os jogos.

Aqui, indicamos o Razer Mamba. Apesar de não ser o modelo mais recente do fabricante, o dispositivo conta com um design mais pesado, melhorando assim a calibração dos movimentos mais rápidos. Além disso, o produto conta com um LED multicolorido com mais de 16 milhões de cores, uma base de recarga e uma bateria com autonomia 15% maior que a do seu predecessor. Seu tempo de resposta é de 1 milissegundo, oferecendo vantagens na execução dos movimentos em relação ao seu oponente.

O Razer Mamba já está no mercado a algum tempo, e tem um preço sugerido de 130 euros.

wireless-mobile-mouse

 

Relação custo/benefício 

Vários mouses da Microsoft entram nessa categoria, onde destacamos o Wireless Mobile Mouse 4000. Esse mouse é cômodo nas mãos, suave ao tato, incorpora as tecnologias mais avançadas da Microsoft, como o BlueTrak, e pode ser encontrado no Brasil por R$ 160.

Seu design é muito cômodo, oferecendo uma boa distância na conectividade USB (cujo conector pode ser acondicionado dentro do corpo do próprio mouse), e o periférico funciona perfeitamente em qualquer tipo de superfície, graças à tecnologia da Microsoft. Sem falar no tamanho que é perfeito para um uso prolongado, e um material de boa qualidade.

É um mouse para a vida toda (ou, pelo menos, para não pensar mais nisso por um bom tempo), além de estar disponível em várias opções de cores.

Como podem ver, o mouse ainda não desapareceu. Nas empresas de diferente porte, praticamente todos os trabalhadores necessitam desse tipo de dispositivo para serem mais produtivos. Em nossas casas, com as novas tecnologias de consumo orientadas para as telas sensíveis ao toque ou os tablets, esse periférico começa a desaparecer. Mas sempre existirão tarefas que realizaremos de forma mais rápida com esses pequenos acessórios.