650_1000_ifa

Se você é um grande fã de tecnologia, há três grandes eventos que você precisa marcar no calendário em vermelho: a CES (Consumer Electronic Show) em janeiro, a MWC (Mobile World Congress) em fevereiro, e a IFA (Internationale Funkausstellung Berlim), em setembro. Esta última se consolidou com o passar dos anos como uma grande feira de inovações tecnológicas, e não apenas um evento de exposição de eletrodomésticos, como foi idealizado no seu início.

A história dessa feira é longa, iniciando como uma exposição puramente técnica, mudando para um evento bienal, com alguns avanças significativos. No final, voltou a ser anual, e ao longo de sua trajetória, deixou um monte de produtos interessantes. E esse post vai revisar alguns desses produtos.

 

Primeiro rádio para carros (1932)

650_1000_radio

Nas suas origens, o que hoje conhecemos como IFA nasceu como uma feira de exibição de equipamentos de rádio em 1924. Com o tempo, o foco foi mudando, para que tivesse um alcance mais universal. Mesmo assim, essa história só podia começar destacando o primeiro rádio para os automóveis.

Criado pela Blaupunkt, o Autoradio AS5 pesava 15 quilos, e era um luxo para a época, com um preço que não estava ao alcance de todos. E não funcionava bem: conforme o carro se movia, o sinal era perdido. Mas foi primeiro passo para o desenvolvimento do sinal de frequência modulada, que foi se expandindo por todo o planeta.

 

Primeira TV a cores (1937)

Foi apenas uma demonstração técnica, mas em 1937 foi apresentado o primeiro sistema de TV a cores. Demorou um bocado para chegar aos lares (1954), mas a IFA foi o local que primeiro apresentou esse formado de TV ao mundo. A invenção era baseada na obra de Werner Flechsig.

Nessa época, a IFA conseguiu muito protagonismo com esse setor, fazendo alguns anúncios importantes. Por exemplo, em 1939, anunciaram a E1, a primeira TV acessível para o mercado alemão, com diemnsões de 7.68 x 8.86 polegadas. Seus planos de produção foram interrompidos com o começo da Segunda Guerra Mundial.

 

Primeiro sistema de teletexto (1975)

O teletexto e seu sistema de navegação foi a pré-internet. Um sistema que permitia ver as informações em temo real, como notícias e previsão do tempo, assim como anúncios e até pequenos jogos (como caça-palavras e forca).

A IFA foi o lar da primeira demonstração técnica do teletexto, e é curioso ver como passados menos de 40 anos, o sistema – considerado revolucionário na época – é considerado obsoleto. Mas para muitos, sempre será considerado uma doce lembrança da tecnologia do passado.

 

Compact Disc (1981)

650_1000_cd

Outra tecnologia anunciada na IFA, e que hoje todos conhecem: os CDs. As primeiras unidades foram vistas em Berlim no começo da década de 1980, e sua apresentação foi um ponto de inflexão nos sistemas de armazenamento doméstico, muitos anos depois das fitas cassete reinando no mercado.

Dez anos depois, com a reunificação das duas Alemanhas, os primeiros mini discs ou CDs regraváveis foram apresentados. Impossível não se lembrar deles: conheço muita gente que teve vários desses disquinhos em casa. Desde então, a tecnologia de discos óticos evoluíram hoje, e ainda seguem vigentes, mesmo com constantes questionamentos diante da eficiência e qualidade do formato de áudio digital puro.

 

Videoconferências com o televisor (1983)

Realizar videoconferências via Skype utilizando uma Smart TV parece algo comum hoje, mas saiba que a primeira demonstração de tal funcionalidade aconteceu em 1983, em uma IFA. Sim, em uma época onde as conexões de banda larga e as altas resoluções nem eram imaginadas.

 

Telefunken Video Movie (1983)

650_1000_tele

No mesmo ano que vimos a primeira videoconferência pela televisão, a Telefunken apresentava a primeira filmadora que gravava com fitas VHS. Na foto, é possível ver como a câmera é muito diferente das filmadoras digitais que utilizamos hoje.

 

A TV em 3D da Philips (1983)

Spark 20140824060735

O tempo mostrou que a tecnologia 3D das TVs foi um fracasso comercial. Seu uso é residual, e apesar da expansão dos últimos anos, não atraiu o interesse da maioria dos consumidores. A Philips foi uma das pioneiras nesse segmento, e em 1983, fez uma demonstração na IFA da sua TV 3D com sistema passivo.

Os anos passaram, e os holandeses (bem mais chineses agora) insistiram com essa tecnologia, investindo até 2009 nesse segmento. O resultado, você já conhece: uma tecnologia que faz muito mais sucesso nas salas de cinema do que nas salas de nossos lares.

 

Pocket TV Casio (1985)

Spark 20140824061046

Eu queria ter uma dessas. Uma TV muito pequena, que era capaz de reproduzir o sinal de TV. Fiquei embasbacado quando vi um produto como esse. Em 2015, o conceito completa 30 anos de vida, e curiosamente em 1985 também foram feitas as primeiras demonstrações das TVs de alta definição (HDTV). Incrível como demoramos a deixar formatos tão atrasados como PAL ou NTSC.

 

Nokia 1011 (1993)

650_1000_nokia-1011

Não foi o primeiro celular GSM do mercado, mas sim o primeiro a ser fabricado em massa. No começo da década de 1990, já se percebia as mudanças na IFA, que deixava de ser um simples evento para apresentar novidades do mundo da TV e do rádio. Aos poucos, ela foi se transformando no que ela é hoje, e esse anúncio foi um dos primeiros sinais dessa mudança.

O Nokia 1011 pesava 475 gramas, e era capaz de armazenar 99 números em sua memória. Sua bateria durava 12 horas, e não contava (ainda) com o Nokia Ringtone, introduzido em 1994. Foi produzido até o ano de 1998, quando foi substituído pelo Nokia 2100.

 

Sony VAIO Serie X (2009)

sony-vaio-x-series-1

Hora de dar um salto no tempo, e ver gadgets mais modernos que apareceram nas últimas edições do evento. Apesar da VAIO hoje não ser mais uma marca da Sony, sempre lembraremos dessa marca como sinônimo de inovação no mundo dos computadores. Em 2009, eles apresentaram sua aposta de ultrabook, para competir com outros modelos que já estavam no mercado, principalmente o MacBook Air da Apple.

Fino  com um acabamento elegante, esse foi um dos ultrabooks com design mais diferenciado (ao lado do ASUS Zenbook) já vistos. Teve várias revisões nos anos seguintes, sendo a melhor a VAIO X10. Veremos o que os novos donos da marca VAIO pode nos oferecer.

 

Samsung Galaxy Tab (2010)

samsung-galaxy-tab

O Samsung Galaxy Tab foi um dos primeiros tablets Android que se apresentou com um objetivo bem claro: competir com um certo iPad, que foi lançado no início de 2010.

Com sistema Android 2.2 de série e um tamanho de 7 polegadas, foi o início de uma família de tablets que se transformou em uma das mais populares e numerosas do mercado (Note, Tab S, Tab Pro, Note Pro, etc). Nesse mesmo ano de 2010, foram apresentados mais modelos de outros fabricantes, mas quem roubou as atenções na IFA foi a Samsung.

 

Tesla Roadster (2011)

650_1000_roadster_2.5_windmills_trimmed

Agora todos reconhecem a empresa de Elon Musk pelo seu Model S. Porém, antes desse carro, outros modelos como o Tesla Roadster apareceram. Esse carro elétrico foi visto no stand da Panasonic, uma vez que a empresa japonesa era encarregada de fabricar as baterias do veículo.

Com um acabamento esportivo, este modelo da Tesla é capaz de fazer 394 km com uma única carga. Com o tempo, esses números melhoraram notavelmente, e ainda que ele não esteja no mercado, você pode comprá-lo de segunda mão.

 

Samsung Galaxy Note (2011, 2012, 2013 – e 2014)

galaxy-note

É curioso ver como um gadget conseguiu chamar tanta atenção de um evento inteiro. O que começou em 2011 como um dispositivo que levantava muitas dúvidas acabou sendo uma referência da IFA e, para muitos, o evento é sinônimo de apresentação do próximo phablet dos coreanos.

Na IFA, vimos a primeira, a segunda e a terceira geração do Samsung Galaxy Note. Esse ano, veremos a quarta geração, e parece que essa dinâmica vai continuar por alguns anos.

 

Samsung Galaxy Camera (2012)

Samsung-Galaxy-Camera-1

Pode se dizer muitas coisas sobre a Samsung, menos que ela não é inovadora, apostando em novas ideias. Algumas vezes dão certo, outras não. Uma das provas do que estou falando é a Galaxy Camera, uma câmera fotográfica com sistema operacional Android.

Uma boa ideia, com um preço caro demais. Com o tempo, a concorrência ofereceu modelos com o mesmo conceito de câmera conectada, com plataformas mais completas, com aplicativos para edição e envio de imagens de qualquer lugar, com um SIM card. E a Samsung ficou para trás.

 

Samsung S9 85 polegadas (2012)

SAMSUNG-1

A lista acaba com a TV Samsung S9 de 85 polegadas. 2012 foi o ano onde a revolução das TVs 4K/UHD começou, e mesmo que os preços atuais não sejam acessíveis ao grande público, ao menos esse lançamento serviu para que todos conhecessem o novo conceito. De todos os modelos apresentados naquela edição da IFA, a tela gigante da Samsung monopolizou as atenções.

Com um design completamente diferente de tudo o que existia na época, atraiu vários olhares, não só pelo tamanho, mas principalmente pelo preço, inalcançável para a maioria dos mortais. Um ano depois, recebeu uma revisão, com um modelo ainda maior (e igualmente caro).