gadgets-antigos-ces

A CES 2014, feira de tecnologia que acontece em Las Vegas (EUA) promete várias novidades que marcarão o futuro da indústria. O evento desse ano tem como protagonistas os dispositivos inteligentes para o lar, as TVs com telas curvas e os carros conectados. Mas em edições anteriores, as tendências foram bem diferentes, e muitos gadgets foram apresentados, sendo que alguns deles se tornaram clássicos bem sucedidos, enquanto que outros foram retumbantes fracassos.

Nesse post, convido você a fazer uma breve revisão em edições anteriores da CES, para encontrar antigos gadgets, relíquias da tecnologia (a partir do ponto de vista atual), que foram protagonistas do evento no passado.

Videocassetes

vcr

Na CES 1970, os VCRs (ou videocassetes) eram a grande novidade da feira. O dispositivo que permitia a gravação dos eventos televisivos no formato VHS, o mais popular até a chegada do DVD (que também foi apresentado em uma CES, no ano de 1998), já era uma realidade, mas o seu preço era absurdamente alto, e o uso era restrito aos canais de TV, que podiam suportar o semelhante gasto. Ou seja, a grande novidade na década de 1970 era contar com um desses aparelhos em casa.

En la CES 1970 las VCR o videograbadoras eran la gran novedad. Este dispositivo que permitía grabar lo emitido en televisión en formato VHS, el más popular hasta la llegada del DVD (tecnología también presentada en una CES, en este caso la edición de 1998), ya era una realidad pero su precio era increíblemente alto y el uso quedaba relegado para cadenas de televisión que podían soportar semejante gasto. La novedad en los ’70 era contar con uno de estos aparatos en el hogar.

Consoles Atari

atari-5200

No começo da década de 1980, o reinado do mundo dos videogames era da Atari. Então, eles decidiram lançar o Atari 5200 Super System, console que foi promovido como “o futuro da indústria dos videogames”. Eles não queriam perder a oportunidade de apresentar algo bem diferente, e decidiram introduzir uma inovação ao controle clássico, porém, o teclado numérico se tornou algo inútil na época, e isso ajudou a fazer do console um fracasso comercial. Pouco mais de 1 milhão de unidades do console foram vendidas, e hoje o produto é um objeto de desejo dos colecionadores.

atari-7800

Outro console da Atari que foi apresentado em uma CES foi o 7800 ProSystem. Nesse caso, eles tentaram imitar a concorrência da época (o NES 8 Bits e o Sega Master System), com um console de 8 bits, com um controle sugestivamente similar aos fabricantes japoneses. Também não deu certo: apenas 3 milhões de unidades foram vendidas, e esse produto ajudou a selar o destino da Atari no segmento.

Dispositivo de realidade virtual da NASA

nasavived

Hoje, muito se fala do Oculus Rift como o futuro dos videogames, mas na CES 1986, esse campo da tecnologia era algo exclusivo das instituições mais importantes, e com maior acesso aos financiamentos. Como é o caso da NASA, que apresentou o protótipo do VIVED.

O produto tinha um custo estimado de US$ 2 mil, e contava com duas telas LCD de 2.7 polegadas (monocromática), que exibia as informações. Além disso, o dispositivo tinha um som surround e capacidade de executar tarefas através dos comandos de voz. A ideia para o VIVED era que astronautas pudessem utilizá-los para controlar robôs e realizar diferentes tarefas, mas a NASA terminou admitindo que tal produto era muito avançado para a sua época.

Apple MessagePad e Pippin

messagepad

Havia um tempo onde um novo produto da Apple não obtinha o sucesso garantido. Na CES 1992, a empresa apresentou o MessagePad, que pode ser considerado (talvez, de forma bem abstrata) o avô do iPad na história da empresa, apesar que os dois produtos pouco estiveram relacionados nas suas respectivas linhas de desenvolvimento. Na prática, esse PDA tentou competir com os produtos da Palm, mas nunca obteve o sucesso esperado. Pelo contrário: foi um fracasso histórico, vendendo apenas 50 mil unidades.

applepippin

1996 foi o ano que a Apple decidiu apostar no mercado de consoles de videogames, com o Pippin. O produto é fruto de uma parceria com a empresa japonesa Bandai, mas terminou condenado pela sua escassa oferta de jogos, a lentidão das suas funcionalidades, e o preço ridiculamente elevado de US$ 600, que era praticamente o dobro da concorrência. É considerado um dos piores produtos da história, de acordo com a opinião de especialistas em tecnologia, do grande público… e na minha opinião!

Relógios inteligentes da Casio

casiowmp1

Os smartwatches são uma das tendências para 2014, mas a ideia de combinar funcionalidades ao relógio de pulso nasceu há muito tempo atrás. Na CES 2000, a Casio apresentou ao mundo o WQV-1, um relógio com câmera fotográfica integrada, e o WMP-1V, relógio similar, mas com player de MP3 e saída para alto-falantes.

O alto preço para fabricar produtos que possam tirar fotos decentes, contar com um armazenamento interno e telas coloridas foram os fatores que impediram a sua chegada ao mercado. Porém, a fotografia e a capacidade de reproduzir músicas no formato digital seguem sendo duas das mais importantes características de qualquer gadget móvel moderno.