Painel_Assistência Emergência

A Ford do Brasil realizou ontem (25) em São Paulo o evento de apresentação da sua tecnologia de assistência de emergência, que será lançada em conjunto com o Novo Ka. Fui convidado pela montadora para o evento, e nesse post, vou passar as minhas impressões e algumas das principais características desse novo sistema.

O recurso funciona em conjunto com a conectividade SYNC (desenvolvida em parceria com a Microsoft), e é capaz de realizar uma chamada automática para o serviço SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), pelo telefone 192 quando um acidente ocorre com o veículo, enviando a localização do carro através de coordenadas, permitindo que ou o passageiro entre em contato com o resgate por voz (caso ele não consiga se mover no veículo por qualquer motivo), ou o sistema de voz alerta o SAMU sobre o incidente automaticamente (se o passageiro estiver inconsciente).

Esse recurso já está disponível nos veículos da Ford nos Estados Unidos e Europa, e estreia no Brasil com o Novo Ka, apresentado em um evento no dia anterior (24). O recurso de assistência de emergência reforça o compromisso da Ford na inovação e democratização da tecnologia a serviço das pessoas, uma vez que o sistema está presente em um modelo considerado de entrada pela montadora. A ideia é que, no futuro, o recurso esteja disponível em outros veículos da Ford.

2014-07-24 23.32.25

Para que tudo funcione, o motorista precisa parear o seu smartphone com o SYNC no veículo através da conectividade Bluetooth. Quando o acidente ocorre, o airbag é acionado automaticamente, e o sistema de combustível é cortado. Nesse momento, o SYNC realiza uma chamada automática via celular pareado para o SAMU.

Uma primeira mensagem é enviada, informando sobre o acidente e as coordenadas de localização do carro via GPS. Depois, o microfone é aberto, oferecendo a comunicação entre o atendente do SAMU com os ocupantes do carro. Se não houver resposta (por inconsciência dos ocupantes ou impossibilidade por qualquer outro motivo), os principais dados sobre o acidente são enviados para o atendente, que por sua vez pode acionar uma equipe de resgate para o local.

O sistema é oferecido de forma vitalícia no veículo, sem cobranças adicionais. O sistema não é ativado manualmente, evitando assim a realização de chamadas falsas ou acidentais.

2014-07-25 11.49.47

No Brasil, a Ford tem como parceira o Ministério da Saúde, e o sistema passou por um período de testes e validação em algumas unidades do SAMU, incluindo as simulações de chamadas. Para quem quiser conhecer melhor o serviço, pode fazer uma simulação online, clicando aqui.

Hoje temos 40 milhões de carros rodando no Brasil. E 41 milhões de usuários de telefones celulares. Seguindo a tendência de mobilidade, conectividade e armazenamento na nuvem, A Ford amplia os serviços do SYNC, criando soluções para ampliar a segurança do motorista, mas sempre fazendo com que o mesmo jamais tire as mãos do volante para acionar tais recursos. O SYNC pode acessar os contatos da agenda do smartphone, fazer e receber chamadas de voz, ler mensagens SMS, controle do rádio e MP3 player por comandos de voz, conectividade Bluetooth e pareamento de até 12 telefones.

14 milhões de veículos no mundo contam hoje com o SYNC, com mais de 9 milhões com a assistência de emergência. O sistema AppLink também chega ao Brasil com o Novo Ka, expandindo as possibilidades do sistema com o acesso aos aplicativos via smartphone.

2014-07-25 10.59.54

A Ford revelou alguns detalhes interessantes sobre a tecnologia de assistência de emergência. Para começar, eles se referem ao serviço como uma “conveniência”, e enfatizam que o sistema possui algumas limitações consideradas naturais, considerando o que poderia acontecer em diferentes possibilidades de incidentes. Uma dessas limitações é a possível ausência do sinal de celular na região do acidente.

Sem um sinal de celular no local, por menor que seja, o sistema de emergência não vai funcionar, pelo simples fato de não poder realizar a chamada para o SAMU. A Ford afirma que tal cenário é aceitável, pois mesmo que um passageiro esteja consciente para realizar a chamada, não conseguiria pela questão técnica de telefonia.

Além disso, o sistema de GPS integrado no sistema de emergência só serve para identificar a posição de latitude e longitude do veículo, e a sua transmissão é feita toda pelo serviço de telefonia. Por enquanto, é assim que o sistema funciona.

Por fim, para os usuários que já contam com o SYNC em seus veículos e estão interessados em ter a assistência de emergência, terão que repensar seus investimentos financeiros. A Ford alertou que o novo serviço está condicionado à updates de software e de hardware, e a montadora não recomenda uma atualização dos componentes dos carros que já contam hoje com o SYNC para receber a nova funcionalidade.

Resultado: salvo alguma mudança, se você quiser ter a nova assistência em seu veículo Ford, vai ter que comprar um novo carro. Por enquanto, apenas o Novo Ka conta com o sistema, mas a Ford promete implementá-lo em novos veículos no futuro.

Agradeço ao pessoal da Ford do Brasil pelo convite para esse evento, e encerro esse post com a frase que resume a filosofia da montadora nessa nova proposta tecnológica para os seus veículos.

2014-07-25 11.06.34