internet-icon-ampulheta

…muita coisa. E não imagino minha vida sem ela.

Eu me lembro até hoje da primeira vez que utilizei a internet. Me lembro que a primeira página que visitei foi a do UOL. Me lembro da sensação de ver um mundo novo e fascinante na minha frente, e muito provavelmente foi por causa desse mundo novo que hoje eu trabalho com tecnologia. Ver as distâncias e fronteiras se estreitarem de forma tão significativa na minha vida é uma das coisas que me motivam a continuar a compartilhar conteúdos que considero relevantes e interessantes nessa rede.

Eu uso a internet para compartilhar informação, conhecimento, bom humor, conteúdo. A internet ainda é democrática, permitindo que você fale do que você quiser, consumindo o que quiser, na hora que assim desejar. Não mais ficar preso aos formatos tradicionais e engessados, mas ao mesmo tempo, vendo alguns dos veículos que antes se agarravam à obsolescência de formatos pouco democráticos se transformarem em veículos que não só divulgam as notícias, mas que buscam despertar no leitor a reflexão e discussão do assunto abordado.

Uso a internet para me comunicar. Não fico mais preso ao telefone. Uso o Skype, o Google+ (via Hangout) e outras soluções que aproveitam a tecnologia do presente. Ok, ainda usa o smartphone… para navegar pela internet, trocar mensagens rápidas, receber conteúdos e emails. Para conversar por voz, muito pouco. A internet hoje é a minha principal ferramenta para fechar negócios, reencontrar amigos, me comunicar com familiares mais distantes. A rede mundial de computadores cumpre uma de suas mais nobres funções: estreitar distâncias.

É claro que eu uso a internet para me divertir. Vídeos, séries, filmes e jogos. Jogos de todos os tipos. Antes, eu me limitava ao mundo offline, jogando os games clássicos do passado. Ainda faço isso. Mas com o passar do tempo, foi impossível não se render ao mundo dos jogos online. Desde os jogos de tiro em primeira pessoa, passando pelos jogos de corrida, chegando ao ponto de digitar no Google “baixar poker”, para acompanhar uma das mais crescentes febres mundiais. Mas tudo com moderação.

Aliás, a internet revolucionou o mundo dos games e entretenimento. Através de uma boa conexão, podemos rodar jogos em nossos dispositivos que sequer precisam ser instalados. Sem falar nos games cooperativos, estendendo em proporções mundiais as “lan houses”, que tanto fizeram sucesso no começo dos anos 2000.

Eu uso a internet para ganhar dinheiro. Hoje, eu vivo do TargetHD.net, e tenho muito orgulho disso. Esse blog começou com o simples objetivo de compartilhar informação e opinião sobre o mundo da tecnologia, e com o passar do tempo, foi conquistando o seu espaço. Apesar das dificuldades, ele segue vivo, com cinco anos de trabalho duro e muita informação. E, sem a tal internet, isso não seria possível.

Por fim, a internet faz parte da minha vida de forma intensa. Talvez o meu principal desafio hoje é potencializar os meus esforços na rede para que a minha vida em “modo offline” possa ser aproveitada de forma mais plena e prazerosa. Não estou renegando a internet, que tanto me ofereceu em vários aspectos. Só estou buscando hoje equilibrar as coisas. Aliás, o próximo passo é aprender a usar a internet para melhorar a qualidade de vida como um todo. Finais de semana com atividades de lazer e cultura, alguns passeios mais descompromissados, cinema, shows…

Mas sem ficar completamente offline. Inclusive, fica o recado: se me convidarem para um local onde o 3G/4G não funciona, eu simplesmente não apareço por lá!