gatewaydepagamento

O tema desse post é “economia”. Afinal de contas, quem não gosta de economizar? Até mesmo os ricos, poderosos e bem sucedidos gostam de poupar dinheiro sempre quando possível (na maioria dos casos), pois entendem que é justamente o ato de economizar que os tornam ricos. Bom, eu ainda não fiquei rico, e procuro economizar sempre quando possível. E é sobre isso que quero falar hoje.

Eu fico o tempo todo conectado na internet, procurando notícias para alimentar esse blog, e eventualmente, buscando promoções e descontos para compartilhar com vocês. Eu confesso que sou um consumista em potencial, e procuro adquirir, dentro das minhas possibilidades financeiras, alguns dos produtos de tecnologia que são do meu desejo. Mas dentro desse processo de compra, eu considero fundamental a pesquisa de preço, buscando a melhor opção custo/benefício.

Comprar produtos de tecnologia no Brasil não é algo barato. Quem é geek convicto sofre em um país com uma elevada carga tributária, com preços supervalorizados, com e-commerces que nem sempre acertam no processo de pós-venda, entre outros obstáculos que aparecem no meio do caminho. Logo, buscar o melhor preço e alternativas para alcançar os menores preços é o mínimo que se pede do consumidor brasileiro, e não só o de tecnologia.

E alternativas não faltam. O próprio Dicas de Compras do TargetHD é uma dessas alternativas. Procuramos publicar no blog eventuais promoções e produtos com preços reduzidos, para que o leitor do blog possa aproveitar essas oportunidades que nem sempre são percebidas pelo volume de fluxo de informações na internet. Em troca, ganhamos comissão por isso, e esse blog consegue ficar no ar. Ou seja, todos ganham.

Outra alternativa que começa a ganhar mais e mais adeptos no Brasil são os cupons de desconto. Nos EUA, isso chega a ser uma febre nas lojas físicas, e aos poucos, as lojas virtuais começam a aderir ao sistema.

Basicamente, funciona da seguinte maneira: uma empresa de descontos fecha um acordo com um e-commerce ou loja de fabricante de algum produto, onde o desconto será oferecido por um tempo limitado. O comprador “recorta” virtualmente esse cupom de desconto (tal como sua mãe faria com os cupons de desconto publicados nas revistas de fofocas que ela lê), e anexa esses cupons (ou códigos de desconto) à loja virtual ou site que participa dessa promoção.

Os sites de cupons de desconto virtual começam a ganhar espaço entre os sites nacionais, tornando assim a prática popular. Entre as inúmeras opções disponíveis, indico a Cupom.com, que está 100% em português e com parcerias com alguns dos principais e-commerces nacionais. Além disso, as opções de desconto estão separadas por categorias de produtos e e-commerces, sem falar na opção de busca por produto (como, por exemplo, uma busca para ofertas de tablets com descontos), tornando assim a procura pelos menores preços ainda mais objetiva e eficiente.

Sites de comparativos de preços também são bem vindos. O Brasil conta hoje com ferramentas eficientes para localizar os menores preços pelos produtos. Sites como o Buscapé e o Zoom são os mais populares, e você pode economizar um bom dinheiro na compra daquele produto desejado. Porém, sempre vai aquele alerta: investigue a procedência do e-commerce que você vai comprar o produto. Não apenas as credenciais legais (CNPJ, endereço físico, etc), mas também a avaliação de outros compradores sobre a experiência de compra. O Reclame Aqui existe para isso. use-o.

Enfim, essas são algumas dicas. Talvez a mais valiosa dica para a busca pelo menor preço na internet é: pesquise. Não há muitas desculpas nos dias de hoje para esperar o menor preço cair do céu.

Use a ferramenta que está ao seu alcance: a própria internet. E boas compras!