smartphone-secure

Se você pensar bem, a maioria de nós leva toda a nossa vida dentro do smartphone. Apenas com os aplicativos mais comuns (ou os que vivem sempre abertos), um desconhecido que toma posse do nosso smartphone pode acessar todas as nossas informações pessoais, sem mencionar os nossos e-mails, contas em redes sociais, arquivos na nuvem… se proteger de tudo isso é algo complicado, mas com alguns hábitos simples é possível minimizar muito os riscos.

Existem muitas formas de acesso às informações pessoas em um smartphone. As redes WiFi públicas são um lugar onde a segurança é especialmente baixa. Muitos são os aplicativos capazes de vulnerar outros, logo, o melhor é evitar-los sempre que possível.

Mas também é possível entrar dentro de uma fuga massiva de dados de um aplicativo, ou até mesmo perder o smartphone. Qualquer uma dessas situações pode trazer menos transtornos se você colocar em prática estes conselhos.

1. Cuidado com os aplicativos

Instalar aplicativos de terceiros é, de um modo geral, algo seguro, mas desconfie das versões não oficiais que imitam outro software oficial. Nunca instale aplicativos que solicitam permissões absurdas, como um software de alarme que, sem maiores explicações, solicita utilizar os recursos de telefonia

2. Elimine os seus dados de contato (endereço, telefone, etc)

Apague o endereço de sua casa e do seu trabalho salvos no Google Maps para as indicações do GPS. Se você tem um cartão de contato detalhado, deixe os dados mais básicos, ou elimine todos eles. Você também pode considerar desativar os registros de chamadas.

3. Instale um software anti-furto

Se alguém rouba o seu smartphone, ou se você perder o dispositivo, a primeira coisa que você vai querer fazer é evitar que alguém acesse os seus dados. O Find my iPhone e o Google Device Manager são dois bons lugares para começar, mas existem outras recomendações, como o Prey. Instale e configure seus recursos é sinônimo de sono mais tranquilo, caso o seu smartphone desapareça.

4. Utilize um gerenciador de senhas seguro

Utilizar os sistemas básicos de gerenciamento de senhas que possam ser acessados a partir do navegador de internet, como o iCloud Keychain no iOS ou o Chrome no Android é algo tentador, mas ao mesmo tempo é uma má ideia. É melhor instalar um aplicativo móvel de qualidade, como o Last Pass ou o 1Password.

5. Não salve suas senhas em certos aplicativos

Existem alguns aplicativos importantes, onde é melhor que você não permita que o software armazene de forma automática a sua senha. Fazer a identificação a cada vez que acessamos um aplicativo é algo muito chato, mas evita muitos problemas. Quando dizemos aplicativos importantes, estamos falando do software que gerencia as suas contas bancárias, sua conta da Amazon, e-mail, entre outros.

6. Adicione uma senha de desbloqueio mais longa

É provável que você saiba que o iPhone tem um sistema para desbloquear o smartphone mediante um número de quatro dígitos. O que você talvez não saiba é que esse número pode ser mais longo e, consequentemente, mais seguro. Para configurá-lo, basta entrar em Ajustes > Geral > Bloqueio com código e desativar a opção Bloqueio Simples. Também é possível introduzir letras.

No Android, existe um aplicativo chamado Picture Password, que permite criar padrões de desbloqueio completamente pessoais, com base em uma foto de nossa escolha.

7. Realize auditorias nos seus aplicativos

De tempos em tempos, faça uma revisão nos aplicativos instalados em seu dispositivo, e principalmente, aos elementos do smartphone que cada um acessa. Se uma determinada permissão não te convence, revogue tal permissão. Sempre é tempo de voltar a autorizar tal funcionalidade na próxima vez que o aplicativo necessite (pois ele vai te pedir).

8. Projeta os seus arquivos na nuvem

Não é preciso se proteger de absolutamente tudo, mas se você tem um aplicativo na nuvem como o Dropbox, talvez você queira proteger alguns dos arquivos que estão armazenados. Dropbox ou OneDrive permitem estabelecer códigos de acesso e restringir mais ou menos as permissões. Para os seus próprios arquivos, é possível ainda codificar alguns conteúdos.

9. Personalize o seu smartphone

Pode parecer uma besteira, mas personalizar os menus do smartphone de acordo com o nosso gosto (melhor ainda se for via jailbreak) também faz com que os desconhecidos que querem acessar aos conteúdos armazenados se deparem com um primeiro problema logo de cara: não saber onde estão as coisas. Não é algo que vai impedir um hacker, mas é muito eficiente contra a maioria dos mortais.

10. Atualize todo o smartphone

Não espere para instalar uma atualização do sistema operacional porque te dá preguiça reiniciar. Não espere para ter 25 atualizações de aplicativos pendentes. Se você tiver um tempo livre, atualize tudo, e deixe que o smartphone trabalhe enquanto você faz outra coisa.

É óbvio que você não é obrigado a levar todos esses conselhos ao pé da letra. O mais básico é ter uma boa senha ou um sistema de desbloqueio do telefone mais complexo, manter uma cópia de segurança sempre em dia, e habilitar um sistema para apagar nossos dados de forma remota. Com esses procedimentos, suas noites de sono serão mais tranquilas.