Depois da Nintendo entrar com um processo milionário contra sites que publicavam ROMs de seus jogos na internet, o EmuParadise, aquele que um dia foi considerado o pai dos sites de ROMs e emuladores e com 18 anos de atividades, decidiu retirar todas as suas ROMs para download.

Desde 2000, o EmuParadise era uma das referências obrigatórias para os usuários de emuladores, e foi um dos primeiros a enfrentar processos e ameaças, mas sempre afirmando que trabalhavam ao lado dos desenvolvedores para oferecer as ROMs de forma legal, pelo menos na maioria dos casos.

Uma carta publicada por MasJ, fundador do EmuParadise, anunciou a decisão da remoção das ROMs, sob o argumento de não alcançarem um acordo com os donos dos direitos, que exigiam uma quantia milionária para tal finalidade.

Também menciona que seria impossível manter o site no formato semi-legal que ele operava, colocando em risco a todos que trabalhavam com ele. Para não arriscar o futuro dos membros de sua equipe de trabalho e diante do perigo de ter que enfrentar a “possíveis consequências desastrosas”, as ROMs foram retiradas.

Em mensagem no Twitter já deletada, MasJ mencionou que os sites de ROMs estão enfrentando um cenário hostil por conta daqueles que querem relançar novas plataformas retrô. Chega a mencionar que a Nintendo é o protagonista do embate legal que busca “limpar a web das ROMs”.

MasJ encerra dizendo que, a partir de hoje, “estamos fora do negócio dos velhos, e vamos abrir os braços para receber o novo”. O site já não tem ROMs para download, mas vai manter atualizada a base de dados de emuladores, mantendo assim a comunidade ativa.

 

Via TechCrunch, EmuParadise