Gurmeet Singh, um advogado de Nova Delhi (Índia), ameaçou o WhatsApp com um processo legal, caso o serviço não retirasse o emoji da foto abaixo.

 

 

Mostrar o dedo médio não apenas é algo ofensivo, mas é um gesto invasivo, obsceno e lascivo. No Código Penal indiano, mostrar gestos obscenos para mulheres é um crime.

Com esse emoji do dedo médio oferecido no seu aplicativo, o WhatsApp basicamente viola as leis na Índia. Singh alerta que, se o serviço não retirar o emoji nos próximos 15 dias, ele vai apresentar formalmente um processo contra a empresa.

Não é a primeira controvérsia detonada por causa de um emoji. Recentemente, tivemos o debate sobre a ilustração do hambúrguer no Android, com o queijo por baixo da carne (o certo é em cima, e não há discussão sobre isso).

No caso do WhatsApp, temos algo bem mais delicado, produto de um choque cultural que ainda precisa ser solucionado. Especialmente se considerarmos que o emoji grosseiro vai seguir ativo em qualquer outra plataforma que suporta essas imagens.

 

Via NDTV