streaming

A lista de vencedores do Emmy Awards 2017 constatou algo que já vinha se constatando a algum tempo: as plataformas online são as que mandam no conteúdo televisivo.

Netflix, HBO, Amazon e Hulu brilharam como nunca, levando para casa vários prêmios para séries que só estavam disponíveis via streaming.

A grande vencedora do Emmys 2017 foi The Handmaid’s Tale, que venceu cinco prêmios (melhor série dramática, melhor atriz em série dramática, com Elisabeth Moss, melhor atriz coadjuvante em série dramática, com Ann Dowd, melhor direção em série dramática, com Reed Morano – a segunda mulher na história do Emmys a vencer nessa categoria, depois de Mimi Leder – e melhor roteiro em série dramática).

The Handmaid’s Tale é a série mais importante da história do Hulu, e seu sucesso mostra o valor que uma rede de streaming pode ter ao obter os seus conteúdos originais. Hoje, a plataforma investe US$ 2.5 bilhões em conteúdos originais.

A Netflix não ficou atrás, mas Stranger Things foi a grande derrotada da premiação (de 18 indicações, nenhuma vitória). Do mais, o serviço de streaming levou para casa 16 Emmys, graças à Black Mirror (que venceu como melhor telefilme e melhor roteiro em minissérie ou telefilme) e Master of None, que levou como melhor roteiro em comédia.

A HBO, que investe pesado no streaming, saiu mais uma vez vencedora do Emmys, com Big Little Lies levando cinco prêmios, e Veep, que pelo terceiro ano consecutivo é eleita a melhor série de comédia, além de Julia Louis-Dreyfus vencer pela sexta vez em seis anos a categoria de melhor atriz em comédia.

Então… alguém ainda tem dúvidas que o streaming domina?