icann

Uma internet mais livre vai nascer a partir de setembro, se o governo dos Estados Unidos entregar o controle da rede para a ICANN, a organização sem fins lucrativos e responsável pelas decisões fundamentais para manter o funcionamento da internet. Isso aconteceria pela primeira vez desde o lançamento da rede por acadêmicos norte-americanos, há 47 anos.

A ICANN é responsável (entre outras coisas) por garantir os endereços dos protocolos IP, pelos identificadores de protocolo, pelas funções de gestão do sistema de domínio e da administração do sistema de servidores raiz. Foi criada em 1998, substituindo a IANA e outras organizações governamentais que estavam sobre o controle absoluto dos Estados Unidos, algo que foi fonte de debates diante da evidente internacionalização das atividades de internet e a influência que tem as suas decisões na internet de todo o planeta.

Se os prazos forem cumpridos, a ICANN será independente do Departamento de Comércio dos Estados Unidos a partir do dia 30 de setembro, depois de quase 20 anos de luta por sua descentralização. Nem todos estão de acordo, e políticos republicanos se pronunciam sobre o problema de um eventual controle da ICANN por “governos hostis”, como China e Rússia.

Vamos ver o que vai acontecer. Hoje, a influência da internet no funcionamento de tudo no planeta é tamanho que não é sustentável que apenas um país (Estados Unidos ou qualquer outro) controle exclusivamente as principais organizações que a regulam. Porém, há muitos interesses em jogo, principalmente nos âmbitos político e financeiro.

Via Domaintally