nexus-7.jpg

Ele chegou a aparecer nos e-commerces nacionais. Porém, nunca chegou ao mercado brasileiro. Teve até preço anunciado (R$ 1.299), mas não sabemos se alguém chegou a receber alguma unidade do produto comprada nas lojas online nacionais. Por fim, o Google decidiu se pronunciar sobre o assunto durante o evento de lançamento do Nexus 4 no Brasil. E as notícias não são nada animadoras para quem estava esperando comprar o tablet por aqui.

Hugo Barra, vice-presidente do Android, confirmou durante o evento de imprensa realizado ontem (27) em São Paulo, que o anúncio prematuro do Nexus 7 no mercado brasileiro foi um erro. Pior: afirma que não tem planos para comercialização do produto por aqui. Motivo: o preço era caro demais para ser vendido aqui, sem alcançar uma equação que compensasse o seu lançamento em nosso mercado.

Palavras de Hugo Barra:

“A gente não conseguiu chegar a um modelo econômico, a uma equação que fizesse sentido para aquele tipo de produto no Brasil. Simplesmente chegava muito caro, dadas as refinações dele e (em relação a) outros produtos disponíveis no mercado”.

O Nexus 7 chegou a aparecer no e-commerce brasileiro de forma repentina, em diversas lojas online, pelo valor de R$ 1.299 (na versão 16 GB). Esse valor é muito acima dos US$ 199 que eram cobrados pelo dispositivo nos Estados Unidos. Outro ponto que levantava pontos de dúvida é que a sua chegada às lojas aconteceu poucos dias depois de sua homologação na Anatel ser concluída.

Barra ainda afirma que o “pseudo-lançamento” foi uma “pequena falha de comunicação” (???) entre o Google e os seu parceiro no Brasil (Asus?), algo que segundo o executivo, não deve voltar a acontecer. Agora, não sabemos se não vai acontecer de novo porque dessa vez eles vão fazer a coisa certa, ou se não vai acontecer de novo porque o Nexus 7 jamais chegará oficialmente ao Brasil.

A ideia do Google com o Nexus 7 sempre foi oferecer uma alternativa com valores de entrada, com preços bem menores, o que faria com que o produto ganhasse público em pouco tempo. Aliás, todo mundo sabe que o Google não lucra com o Nexus 7, e sim com a venda de aplicativos, jogos, livros e vídeos na Google Play. A estratégia está funcionando, uma vez que a cota de mercado do iPad diminui mês a mês, mesmo que lentamente. Ou seja, no entendimento do Google, não adianta eles lançarem o Nexus 7 no Brasil se ele custar o mesmo preço do iPad 2 (na versão Wi-Fi).

Também é importante lembrar que a revista trimestral da Asusbr (distribuída pela própria Asus para a imprensa), divulgou o Nexus 7 na capa, o que indicava que o produto chegaria ao mercado brasileiro em breve. Outro detalhe importante para refrescar a memória do leitor, é que no final do ano passado, o próprio Hugo Barra confirmou para o site da INFO em entrevista que tanto o Nexus 7 quanto o Nexus 10 chegariam ao Brasil em 2013.

Fato é que, diante dessas informações, só podemos concluir que a situação do Nexus 7 no Brasil se complicou bastante. Além dos fatores econômicos (que respondem pelo termo “fator Brasil”) que atrapalham a chegada de produtos que não são fabricados em nosso país (na teoria, o Nexus 7 seria importado), a expressão “desencontro de informações que não vai se repetir” abre margens para muitas interpretações.

Como não existe nenhuma previsão para o lançamento do produto, só resta dizer ao amigo leitor que a melhor alternativa para comprar o Nexus 7 é contar com aquela ajuda daquela sua tia avó que vai para Miami no meio do ano, ou daquele seu amigo que está vindo para cá passar férias. Ou até mesmo tentar a sorte entre os oportunistas do Mercadolivre, que não vão se importar em nada em cobrar de você o dobro do que pagaram para você ter o tablet do Google.

Pois, pelo visto, se depender deles, ou vai demorar, ou nem vai chegar.

 

Via INFO