Os chineses não perdem tempo mesmo. É praticamente inevitável que qualquer grande produto, de qualquer grande fabricante (principalmente quando esse fabricante responde pelo nome “Maçã” em inglês) não receba a sua cópia ilegítima, ou um irmão bastardo que fale alguma língua asiática. No produto de hoje, temos uma tentativa de cópia descarada do ultrafino design do novo iMac (2012), que certamente não vai tapear nem a mim, nem à você. A sua tia? Quem sabe…

Estamos falando do S21i da Lavi, uma fabricante chinesa que é muito conhecida no seu mercado local por oferecer produtos que são a cara dos modelos de fabricantes famosos, mas com preços bem mais competitivos, e sem toda aquela “purpurina” de ficar fundindo metal no seu átomo (como é nesse caso). O modelo conta com uma tela de 21.5 polegadas, com resolução em 1080p, 4 GB de RAM, processadores Sandy Bridge (i3, de 3.3 GHz, ou i5, de 2.9 GHz), disco rígido de 500 GB ou uma unidade SSD de 128 GB, e Windows 7 ou Windows 8 como sistema operacional.

Como podem ver, apesar de ser um produto fake, ele tem o seu valor. São especificações de hardware bem razoáveis para a maioria dos usuários (não sabemos qual é o tipo de sua placa gráfica), e muitos usuários que eu conheço não vão ficar olhando para o pequeno detalhe dele ser totalmente “inspirado” no iMac. O computador funcionando é o que importa

De qualquer forma, fica a dica para os mais distraídos: a cópia dissimulada pode ser detectada pela logomarca do fabricante (Lavi) na parte inferior da tela, além do fato das portas de comunicação (USB, HDMI, etc) se posicionarem na parte lateral do monitor, o que deixa a cópia pelo menos 4 mm mais espessa que a original. Fora esses detalhes (que, ao meu ver, fazem diferença sim, sem falar em todo o resto), temos uma cópia relativamente próxima da proposta apresentada pela Apple em outubro.

O preço do desktop Lavi S21i varia entre US$ 540 e US$ 621. E não, esse produto não possui a conectividade Thunderbolt.

Via MIC Gadget