Você, nerd com muito tempo livre na vida, que assinou a petição no Facebook para que o governo dos Estados Unidos construísse uma Estrela da Morte (foto acima do que se trata, para aqueles não familiarizados com o assunto), saiba que o seu tempo foi perdido. A Casa Branca até permitiu que a população tornasse a petição algo oficial, depois de 25 mil assinaturas, mas o presidente da nação, Barack Obama, já se decidiu sobre o assunto. E a resposta é (obviamente) não.

Em 14 de dezembro de 2012, a tal petição alcançou o objetivo de 25 mil assinaturas, faltando apenas um dia para a data limite de envio da petição. No texto, foi solicitado ao governo dos Estados Unidos e, por consequência, ao presidente Barack Obama que destinasse recursos do orçamento da defesa da nação para a construção de uma Estrela da Morte. A nave começaria a ser construída em 2016, segundo é claro a ideia daqueles que realmente acreditaram que tal construção seria possível. E olha que teve muita gente que entrou nessa: precisamente 27.184 assinaturas.

Pelo visto, o governo dos Estados Unidos até recebeu e analisou a proposta “a sério” (ou teve muito bom humor para responder a tal solicitação), mas a resposta foi a esperada e mais racional possível: não.

Mas Obama não foi um ditador autoritário, que não quer ver o sonho dos nerds porque acha isso a coisa mais babaca do mundo. Pelo contrário. Ele deu três motivos para que a Estrela da Morte não fosse construída. O primeiro motivo era o financiamento do projeto, que teria um custo estimado de US$ 850.000.000.000.000.000 (ou US$ 850 quatrilhões, para quem ficou com preguiça de contar os zeros).

O segundo motivo (segundo Barack Obama) é que sua administração não vê o ato de explodir outros planetas como uma postura positiva (algo que é plausível em toda pessoa de bom senso). Por fim, o terceiro motivo é a questão prática do projeto: por que gastar tanto dinheiro na construção de uma Estrela da Morte, que pode ser destruída com uma simples nave espacial?

O governo dos Estados Unidos complementa as justificativas, salientando que enquanto não temos uma Estrela da Morte em um futuro próximo, podemos nos contentar com a Estação Espacial Internacional em órbita, que conta com assistentes robóticos, além dos robôs que já estão em Marte, uma sonda em construção, que vai analisar as camadas exteriores do Sol, e “um presidente que pode usar um canhão de marshmallow avançado”.

É, meu amigo nerd… vai ficar para a próxima administração. Quem mandou não votar no Mitt Romney? Ele era meio doido… quem sabe as chances eram maiores?

Via SlashGear, The White House