Alan Mulally in Valencia

A busca pelo próximo CEO da Microsoft deverá continuar sem Alan Mulally. Apesar do seu nome ter aparecido durante os últimos meses em todos os principais veículos de tecnologia, o atual CEO da Ford confirmou que não pretende abandonar o seu atual posto para se aventurar na chefia da gigante de Redmond.

Seu desinteresse já era dado como certo depois de um comunicado emitido pela Ford, indicando que o executivo pretende permanecer no seu posto atual durante os próximos anos, mas agora ficou explícito e ratificado pelo próprio Mulally, em uma declaração para a agência de notícias Associated Press.

Palavras de Alan Mulally, CEO da Ford:

Quero colocar um fim nas especulações relacionadas com a Microsoft, porque não tenho planos para fazer nenhuma outra coisa que não seja servir a Ford.

Para bom entendedor…

Pode até parecer que a escolha de Mulally como candidato ao posto máximo no executivo da Microsoft fosse um sonho de uma noite de verão, isso para não dizer que era uma escolha quase aleatória (o que um executivo da indústria automotiva poderia entender do mundo da informática?). Porém, a Ford pensava da mesma forma quando Mulally chegou por lá, vindo da Boeing, e em tempo recorde, ele conseguiu colocar ordem nos departamentos de engenharia e design da empresa, harmonizando as operações internacionais, e sanando as contas da Ford. E tudo isso aconteceu no mesmo tempo em que todos os seus competidores nos Estados Unidos se encontravam em bancarrota.

Logo, não era de se estranhar que alguns viram em Mulally o candidato perfeito para devolver à Microsoft uma rentabilidade elevada em um curto período de tempo, além de uma mente poderosa para conduzir a empresa diante dos desafios abertos nos últimos dez anos.

Porém, é importante lembrar que Mulally já conta com 68 anos de idade, e tudo indica que ele pretende terminar os seus dias de vida profissional como CEO da empresa onde ele alcançou o maior êxito. A ressurreição da Ford será o seu maior legado.

Enquanto isso, a Microsoft deverá seguir procurando o seu próximo CEO. Rumores indicam que essa decisão não será tomada antes do final do mês de fevereiro. Eu já começo a apostar que a vaga vai cair no colo de Stephen Elop mesmo. Confesso que não acreditava nessa hipótese, mas diante do cenário que se esboça, e das poucas opções que aparecem, o ex-CEO da Nokia vai receber a sua “recompensa pelos bons serviços prestados”.

Via WindowsITPro, ABC News