whatsapp-teaser

Um WhatsApp de graça para todos. Este foi um dos anúncios da semana. Uma mudança de rumos do aplicativo de comunicação instantânea mais popular do planeta, que há três anos começou a cobrar dos usuários do Android uma assinatura anual, tal como fazia no IOS. A mudança veio depois de vários rumores e campanhas de spam e infecção de malwares, que aproveitavam a situação para fazer gracinhas com os usuários mais inocentes.

Não há dados precisos sobre quantos usuários pagaram pelo WhatsApp, porque a maioria deles já usavam o aplicativo no período de testes, e quanto o mesmo acabava, o próprio WhatsApp voltava a renovar o período de gratuidade por mais um ano. Também era possível baratear o serviço introduzindo o SIM card em um iPhone, pagar uma vez para ativar o serviço, e depois inserir o chip da operadora em um Android para ter a licença por toda a vida.

O meu WhatsApp “de graça por toda vida” foi adquirido dessa forma: na época eu ainda era proprietário de um iPhone 4, e em um final de semana o WhatsApp ficou gratuito. Rapidamente criei a minha conta, e pronto: nunca me preocupei se seria cobrado, mesmo depois de mudar de plataforma móvel.

Enfim, toda essa “gambiarra” chegou ao fim com o anúncio do WhatsApp grátis para a vida toda.

 

Como verifico se está ativo o WhatsApp grátis?

Desde a última terça-feira (19), o WhatsApp está enviando mensagens aos usuários para informar sobre as suas mudanças de conta e a ativação da gratuidade. Não sabemos se a mensagem chegou para todos, mas a comprovação do status de conta é muito simples:

– Abra o WhatsApp
– Acesse Ajustes > Conta > Informações de Pagamento
– Verifique o número do seu telefone e a situação de sua conta
– Se o período de vencimento do serviço está “por toda a vida”, o WhatsApp de graça está ativo

Mesmo com essas mudanças, recomendamos que você siga utilizando alternativas, como o Telegram, que é mais seguro e poderoso. Tudo requer um esforço de cada um para não ter medo de tentar novas alternativas, e mostrar para os outros que existe vida além do “zapzap”.

Boa sorte! :)