windows-8-notification-windows-10

Alguns usuários estão descobrindo em seus equipamentos com Windows 7 e Windows 8.1 uma pasta oculta com os arquivos de instalação do Windows 10. Porém, esses usuários não reservaram a atualização em nenhum momento, ou não optaram por atualizar os seus equipamentos agora.

A pasta oculta se chama ‘$Windows.~BT’, e ocupa entre 3.5 GB e 6 GB de espaço em disco, e os dados são baixados via Windows Update. É similar ao update silencioso que receberam os usuários que decidiram reservar o Windows 10 antes do seu lançamento. A opção era de uso voluntário e pré-carregava uma série de arquivos que facilitavam a atualização do sistema quando o mesmo estivesse disponível.

O mesmo agora acontece, mas não era sabido que a Microsoft estava baixando nos equipamentos dos usuários ‘por conta própria’ e ‘por obra do acaso’ essa pasta. Quando ativamos as atualizações automáticas, isso é feito para que a Microsoft baixe e instale aquilo que é considerado oportuno, mas sempre com o consentimento do usuário.

Questionada sobre o assunto, a Microsoft explica:

“Para as pessoas que optaram em receber atualizações automáticas através do Windows Update, ajudamos os os dispositivos atualizáveis a ficarem aptos a migrar para o Windows 10, mediante o download dos arquivos necessários para a atualização. Quando o update estiver pronto, será solicitado ao cliente a instalação do Windows 10 no dispositivo.”

O objetivo declarado da Microsoft é conseguir 1 bilhão de equipamentos com Windows 10 nos próximos três anos, e por isso eles vão ‘facilitar’ a atualização por todos os meios possíveis. A crítica dos usuários é que o download consome recursos de rede e capacidade de armazenamento mesmo quando eles ainda não optaram pela atualização. Para usuários de tablets ou de dispositivos 2 em 1 com 32 GB de armazenamento, uma pasta oculta e desnecessária ocupando 6 GB é algo indesejado.

O Windows 10 é um ótimo sistema operacional, com vantagens enormes para aqueles que optaram pela atualização. A cota de mercado da versão é de mais de 5% em apenas um mês de vida, e isso indica a boa acolhida. Certamente a Microsoft pode usar de métodos mais transparentes do que esse para convencer os clientes a aderirem ao update.

Via The Inquirer