Donald Trump segue acumulando situações atípicas, e sua última visita à China ultrapassou todos os limites. Inclusive do acesso à internet no país.

Trump afirma que superou todas as restrições presentes no país para acesso ao conteúdo. Através do seu velho telefone Samsung, ele acessou o Twitter e publicou uma mensagem de agradecimento ao presidente chinês e à sua esposa, pela forma como foi recebido.

Várias são as hipóteses aqui. A primeira é que o smartphone de Trump estaria conectado via satélite por WiFi. A segunda é o uso de uma VPN para contornas as limitações. A terceira é que Trump utilizou um serviço de roaming de dados.

Além disso, Trump publicou uma foto da Cidado Proibida no Instagram, um dos serviços bloqueados pelo firewall chinês.

O grande firewall da China é a censura tecnológica daquele regime contra a população. E o fato de Trump utilizar um serviço proibido para as autoridades chinesas levantou comentários curiosos sobre a segurança desse firewall.

Ou dessa oportuna falta de segurança momentânea… para pegar dados de Trump!

Nunca se sabe…