galaxy-s-family-samsung

A Samsung mudou o rumo de sua história no mercado mobile em 2010, com o lançamento do Galaxy S. Essa linha de smartphones top de linha rapidamente se transformou no principal rival do iPhone (na época, iPhone 4), se manteve até agora como uma das linhas mais populares e desejadas do mercado.

Hoje, quando falamos da série Galaxy S, fazemos alusão aos smartphones Android mais potentes de cada ano, uma realidade que alcançou o seu ápice no ano passado, com o lançamento dos modelos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge, muito graças ao bom trabalho com o processador Exynos 7420.

Mas nem tudo é hardware. A linha também teve um salto claro de qualidade de acabamento com a chegada do uso de cristal e metal, abrindo em definitivo uma nova fase, que hoje continua com os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge.

A evolução marcada pelo Galaxy S6 foi muito marcante em todos os sentidos, mas… E os modelos anteriores?

Esse post faz uma revisão de toda a história da série Galaxy S, e veremos como o seu design e especificações mudaram ao longo do tempo.

 

Galaxy S

galaxy-s

Apesar das diversas variantes, mas vamos falar do modelo principal, e I9000, que oferecia uma experiência de uso muito boa.

Seu acabamento em policarbonato resultava em um design muito elegante, com uma aparência metálica nas bordas, e a tela de 4 polegadas o deixava muito cômodo e fácil de manejar com uma mão. Era um modelo muito potente no seu desempenho, permitindo a reprodução de jogos em 3D sem problemas. Porém, tinha carências importantes, como a ausência do flash traseiro, e só recebia atualizações por via oficial.

Especificações: 

– tela Super AMOLED de 4 polegadas (800 x 480 pixels)
– processador Hummingbird com CPU mononúcleo Cortex-A8 a 1 GHz e GPU PowerVR SGX 540
– 512 MB de RAM
– 8 GB ou 16 GB de armazenamento (expansível)
– Câmeras de 5 MP e VGA
– Bateria removível de 1.500 mAh
– Atualizável para o Android 2.3

 

Galaxy S2

galaxy-s2

Para muitos, esse foi o melhor modelo da série Galaxy S da história, apesar de não haver uma unanimidade nesse sentido (muitos acreditam que é o Galaxy S3 ou o Galaxy S4). Questão de gosto. Mas não resta dúvidas que esse modelo foi um dos mais atraentes, e com maior personalidade que a Samsung já lançou.

O modelo na cor preta era perfeito. O design não era uma grande evolução em relação ao primeiro modelo, mantendo os elementos essenciais, como o policarbonato e o toque metálico nas bordas. Mas a sua aparência era menos arredondada, com retoques que deixavam o dispositivo muito elegante.

Vale uma menção especial para a parte traseira, com uma câmera com flash e uma protuberância de apoio na parte baixa. No seu desempenho, o salto foi muito grande em relação ao primeiro Galaxy S, sendo um modelo muito potente, e que ainda é viável nas suas funcionalidades, com a ajuda de ROMs personalizadas.

Especificações:

– tela Super AMOLED de 4.3 polegadas (800 x 480 pixels)
– processador Exynos 4210 com processador dual-core Cortex-A9 de 1.2 GHz e GPU Mali 400MP4
– 1 GB de RAM
– 16 GB ou 32 GB de armazenamento (expansível)
– Câmeras de 8 MP (com flash) e 2 MP
– Bateria removível de 1.650 mAh
– Atualizável para o Android 4.1

 

Galaxy S3

galaxy-s3

Foi um grande salto no nível técnico, comparável com o que marcou o Galaxy S2 em relação ao primeiro modelo, mas em termos de design foi considerado um passo atrás (para muitos). Não falo isso como crítica, mas pelo fato que como se pode apreciar, recuperou o design base do Galaxy S, apostando por um acabamento mais arredondado.

A Samsung manteve o acabamento em policarbonato e o clássico toque metálico, mas aumentou o tamanho a ponto de deixá-lo um pouco incômodo de manejar com apenas uma mão. Também vale mencionar que nesse modelo se ampliou consideravelmente a oferta de cores, que antes era limitado nas cores preto e branco, rompendo a tendência bicolor.

No seu desempenho, era um excelente dispositivo, que ainda hoje oferece performance melhor do que os modelos de linha média-baixa.

Especificações:

– tela Super AMOLED de 4.8 polegadas (1280 x 720 pixels)
– processador Exynos 4412 com CPU quad-core Cortex-A9 a 1.4 GHz e GPU Mali 400MP4
– 1 GB de RAM
– 16 GB, 32 GB ou 64 GB de armazenamento (expansível)
– câmeras de 8 MP (com flash) e 1.9 MP
– bateria (removível) de 2.100 mAh
– Atualizável para o Android 4.3

 

Galaxy S4

galaxy-s4

Uma ligeira evolução em relação ao Galaxy S3 em termos de design, onde a Samsung se limitou a polir pequenos detalhes do modelo anterior, mantendo a base do mesmo e os materiais, inclusive o policarbonato.

O modelo recebeu algumas críticas por ser excessivamente conservador no design, ainda que no geral foram leves, principalmente por conta das importantes diferenças de hardware em relação ao Galaxy S3. Sua tela de 1080p (Full HD) e o uso de 2 GB de RAM abriram as portas para uma nova experiência de uso, sendo muito superior em relação ao seu antecessor.

Apesar de ter ficado sem suporte, o Galaxy S4 é muito potente, com uma longa vida útil para muitos usuários menos exigentes.

Especificações:

– tela Super AMOLED de 5 polegadas (1920 x 1080 pixels)
– processador Snapdragon 600 com CPU quad-core Krait 300 a 1.9 GHz e GPU Adreno 320 ou processador Exynos 5410 com processador octa-core em dois módulos e GPU PowerVR SGX544MP3 (de acordo com a versão)
– 2 GB de RAM
– 16 GB, 32 GB ou 64 GB de armazenamento (expansível)
– câmeras de 13 MP e 8 MP
– conectividades WiFi ac e 4G LTE
– bateria removível de 2.600 mAh
– Atualizável para o Android 5.0

 

Galaxy S5

galaxy-s5

Um modelo muito criticado pela sua falta de inovação no design, a manutenção do policarbonato como material de fabricação e as poucas novidades em relação ao modelo anterior.

De certo modo, o Galaxy S5 marca uma pequena volta a alguns dos elementos de design do Galaxy S2, e tem toques próprios que buscam aportar um pequeno avanço diante dos modelos anteriores, como a tampa traseira com acabamento perfurado, que infelizmente não ocultava a realidade de plástico.

A inclusão do leitor de digitais, a resistência à água e poeira, o sensor de ritmo cardíaco e as melhorias de hardware não foram suficientes para motivar aos usuários a trocar o Galaxy S4 por outro. Sua recepção foi bem abaixo do esperado.

Porém, este é um terminal atual com um grande desempenho, e tem uma longa vida útil adiante.

Especificações: 

– tela Super AMOLED de 5.1 polegadas (1920 x 1080 pixels)
– processador Snapdragon 801 com CPU quad-core Krait 400 a 2.5 GHz e GPU Adreno 330. Houve uma versão com processador Exynos 5422 com CPU octa-core e GPU Mali T628 MP6
– 2 GB de RAM
– 16 GB ou 32 GB de armazenamento (expansível)
– câmeras de 16 MP e 2 MP
– WiFi ac e 4G LTE
– bateria removível de 2.800 mAh
– Atualizável para o Android 6.0 Marshmallow

 

Galaxy S6

galaxy-s6

Um salto importante em todos os sentidos, mostrando que a Samsung escutou as reações negativas ao Galaxy S5.

Com esse novo smartphone, foi dado um salto para um acabamento totalmente premium, graças ao uso do cristal e metal, além de mudanças de design que resultaram no Galaxy S mais bonito até agora. No desempenho, uma evolução importante em todas as frentes, e as melhoras de qualidade de tela e câmera foram enormes, além de ser o primeiro dispositivo a saltar para os 64 bits.

Por outro lado, ficou de fora o slot para microSD e a resistência à água e poeira, além da bateria removível. Tudo isso foi corrigido no Galaxy S7, que é uma evolução direta do Galaxy S6.

Especificações: 

– tela Super AMOLED de 5.1 polegadas (2560 x 1440 pixels)
– processador Exynos 7420 com CPU de 64 bits octa-core em dois módulos, com GPU Mali T760MP8
– 3 GB de RAM (LPDDR4)
– 32 GB, 64 GB ou 128 GB de armazenamento (não ampliável)
– câmeras de 16 MP e 5 MP
– WiFI ac e 4G LTE
– Bateria não removível de 2.550 mAh
– Atualizável para o Android 6.0 Marshmallow