android-expansion

 

A Google publicou os dados de expansão do Android (ou cenário atualizado da fragmentação do seu sistema operacional móvel), e o cenário é cada vez mais desolador.

Apesar das medidas tomadas para resolver essa irregular distribuição, temos uma ridícula integração do Android 7.0 Nougat nos dispositivos, com apenas 0.4% de presença no mercado.

Aqui, temos um claro aumento de potencial dos casos de adware e roubo de dados pessoais através de softwares desatualizados.

Os tais 0.4% são basicamente representados pelos dispositivos Nexus e algumas ROMs customizadas com base no Android 7.0 Nougat. Porém, as versões KitKat e Lollipop, com 24% e 23,2% respectivamente, são as dominantes, ficando atrás do Android 6.0 Marshmallow, com 26,3%.

Levando em conta a boa acolhida do Android Marshmallow e a cota das demais versões, tudo parecia promissor para a Google. Mas o Android 7.0 estancou o avanço, com uma representação abaixo dos 1% dos dispositivos com Android.

Os sistemas operacionais devem entregar funcionalidades, mas a segurança é o tema principal nos últimos anos. Nisso, o Android está defraudando.

Aqui, a culpa poderia ser do mercado como um todo, que cada vez priorizam os dispositivos de baixo custo. Mas os fabricantes também ficam com uma grande parte da culpa, que se negam a atualizar dispositivos sem alegar motivos lógicos, recusando fazer investimentos de software além dos adwares que são enfiados em cada smartphone.

Por fim, quem tem o poder nas mãos do mercado está lastrando o avanço do Android.