distribucion-q1-2014

Ao longo dos últimos dois anos, a distribuição de smartphones ao redor do planeta cresceu sem parar, até alcançar a marca dos 265 milhões de unidades, registrados no último trimestre de 2013. Isso se reflete um crescimento de 6,5% em relação ao trimestre anterior. Porém, no próximo trimestre (janeiro, fevereiro e março), os analistas da TrendForce estimam que a distribuição vai cair pela primeira vez em dois anos, perdendo 5,1%.

Esta queda se deve a um esforço de última hora por parte dos fabricantes com a intenção de cumprir objetivos de vendas em 2013 e renovar o inventário de produtos. A queda pode parecer algo anormal para um setor com crescimentos constantes, mas perfeitamente explicável por dois fatores consideráveis: 1) o período do ano, que não é favorável para as vendas (primeiro trimestre), e 2) o período de saturação do mercado mobile, que estava cada vez mais próximo do ponto de saturação.

No que se refere aos números entre os fabricantes, Samsung e Apple seguem liderando o setor, com 30% e 19%, respectivamente, enquanto que as demais posições ficam nas mãos de empresas como LG e Sony (as duas registraram um importante crescimento no mercado mobile, graças aos últimos lançamentos), enquanto que Lenovo, Huawei, ZTE, Xiaomi, Coolpad e Gionee concentram porcentagens que oscilam entre 5% e 3%.

Por fim, mesmo com previsões pessimistas para o primeiro trimestre, os analistas estimam um crescimento considerável de envios de smartphones para o ano de 2014, algo mais ou menos previsível, se levarmos em conta as surpresas preparadas pelos fabricantes para a Mobile World Congress 2014, além dos iminentes lançamentos dos grandes fabricantes do setor ao longo do ano.

Via TrendForce, Re/Code