iphone6srosa

O DigiTimes publicou um estudo onde prevê que a Apple deve enviar 85 milhões de unidades dos novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus para os distribuidores até o final de 2015. Uma marca gigantesca para o mercado, na tentativa de igualar as vendas dos iPhones dos últimos trimestres e superar o recorde histórico do final do ano passado.

Os demais modelos (iPhone 6, iPhone 6 Plus e iPhone 5s) se manterão com um estoque menor, e o estudo estima que o segundo semestre de 2015 (entre julho e dezembro) deve registrar vendas de 235 milhões de unidades de todos os telefones da Apple. São quase 40 milhões de unidades vendidas ao mês (em média).

Apesar desses novos modelos terem um aumento de tamanho e peso por conta das novas tecnologias inseridas, o poder de venda da Apple é inegável, e sua margem de melhora em mercados como a China continua sendo de grande valor para eles. Em compensação, na Europa e no Brasil, os valores dos smartphones serão consideravelmente mais altos, e isso pode lastrar as vendas nesses mercados.

O último trimestre de cada ano é tradicionalmente o mais potente em vendas de iPhones, e todo mundo sabe disso. O lançamento dos novos iPhones pode continuar com essa tendência, e ajudar a manter a Apple como uma das líderes do mercado de smartphones.

Via DigiTimes