Estamos convencidos que a sua primeira reação ao ler este post é de incredulidade, mas o pessoal da Digiboo acertou com a sua ideia de aluguel (e venda) de filmes em pendrives. Assim como outras empresas que tentam perpetuar o hábito da videolocadora, alugando filmes nos mais diversos formatos, essa empresa que conta como um dos financiadores o ator Morgan Freeman pode encontrar o sucesso dos seus predecessores, com um plano bem original. No lugar de buscar o consumidor doméstico, o Digiboo procura os clientes presentes nos aeroportos.

A estratégia da empresa é simples: por um valor menor do que aquele cobrado por uma hora de conexão Wi-Fi da sala de espera, qualquer passageiro poderá alugar um ou dois filmes em um pendrive, e levá-lo no avião. São mais de 700 títulos, incluindo estreias recentes, que poderão ser vistos em um período máximo de 48 horas após a primeira execução. O preço do aluguel é de US$ 3,99, enquanto que a compra custa US$ 14,99.

Por enquanto, a Digiboo está presente em apenas três aeroportos dos Estados Unidos, mas a empresa espera ampliar a sua participação em outros aeroportos norte-americanos. Eles também planejam instalar o sistema em estações de trem e ônibus. O único inconveniente do sistema é que os seus filmes só podem ser executados em equipamentos com o sistema operacional Windows. A Digiboo já prometeu que lançará uma versão Android para o seu serviço ainda em 2012, e que está trabalhando no suporte para equipamentos com sistema operacional Mac.

Via Time