113743311_2GG

Tudo na vida é uma questão de timing. A Samsung busca esse tal timing com o lançamento do Galaxy Win, um modelo com dois slots para SIM cards e preço competitivo, mas com um diferencial que pode interessar aqueles que buscam uma maior performance: a presença de um processador quad-core, algo que até então era inédito no mercado nacional. Ou quase.

O Samsung Galaxy Win chega ao mercado pouco depois da CCE anunciar o lançamento do modelo Motion Plus SK504 (clique aqui para ler), que também possui um processador com quatro núcleos de processamento (Qualcomm Snapdragon) e preço abaixo da faixa dos R$ 1.000 (R$ 899), mas que só chega ao mercado em agosto de 2013. E como estamos no começo de julho, entendo que muitas pessoas não vão sequer pensar em esperar um mês para escolher o modelo da Samsung, basicamente por causa da marca.

O grande ponto de aposta dos coreanos é a presença do processador quad-core de 1.2 GHz. Porém, não existem muitos milagres nesse segmento: o processador do Galaxy Win é um Cortex-A5, que mesmo contando com quatro núcleos, é uma das versões mais limitadas disponíveis no mercado. Esse processador trabalha em conjunto com 1 GB de RAM, GPU Adreno 203, tela de 4.7 polegadas (199 ppp) e 8 GB de armazenamento interno (expansíveis via slot para cartões microSD).

Esse pode ser considerado um conjunto equilibrado para um smartphone de linha média, e promete um desempenho geral muito interessante para os usuários que buscam um dispositivo com uma performance decente para tarefas um pouco mais complexas, como reprodução de vídeos e jogos.

113743311_3GG

Outros pontos de observação. A câmera do Galaxy Win possui 5 megapixels para fotos, e grava a 720p a 15 FPS. Sua câmera frontal é uma VGA (0.3 MP). Ou seja, se você prioriza tirar fotos e gravar vídeos no seu dispositivo, é um ponto a se considerar. O Galaxy Win é, por exemplo, inferior ao Galaxy Gran Duos e ao RAZR D3 nesse aspecto.

Sua bateria é de 2.000 mAh, o que também podem ser insuficientes para uma rotina mais exigente de uso. Em linhas gerais, podem ser suficientes para um dia de uso em modo moderado, mas para quem gosta de jogos, vídeos ou fica o tempo todo conferindo as redes sociais, considere a possibilidade de levar o carregador consigo nas jornadas diárias.

O Galaxy Win se posiciona muito bem entre os modelos de linha média. Tem preço abaixo dos R$ 1.000, o que pode atrair muita gente, e pode oferecer um desempenho interessante para aqueles que buscam um smartphone para jogar, mas não pode pagar os valores exigidos pelos modelos top de linha.

Preço: R$ 999. 

04-botao-clique037-180.jpg