O Nintendo Wii foi uma grande surpresa para todos. Para o mercado, de um modo geral, que não esperava que um videogame com gráficos inferiores do que os demais fosse fazer tanto sucesso, para o consumidor em geral, que encontrou um sistema que colocasse qualquer pessoa para jogar seus jogos, e para a própria Nintendo, que apesar de apostar no seu sucesso, não imaginava que ele seria tão grande.

Um dos segredos do Nintendo Wii é o seu controle, que conta com diversos recursos combinados de outros produtos de tecnologia, como smartphones e o bom e velho controle remoto que temos em casa. O Wiimote conta com apontador, acelerômetro de três eixos, botões de liga/desliga, LEDs indicadores, retro alimentação, e porta de expansão. Funciona com duas simples baterias AA.

No Wii, você até pode usar o perfil tradicional de jogador, jogando seus games de modo tradicional. Mas, a grande graça do console é interagir ao máximo com o que está rolando na tela, simulando os movimentos do personagem, como se você estivesse dentro da ação. Isso faz com que qualquer pessoa (e eu disse qualquer pessoa mesmo) possa utilizar o console, sem se preocupar com botões de comando e sequência de movimentos. Tudo o que você vai precisar fazer é saber qual movimento utilizar, e quando utilizar o movimento.

Compre se: você quer um console que seja de uso acessível para todas as idades. Se você quer ter jogos mais simples no seu conceito, onde o que importa é o nível de diversão e entretenimento. Se você deseja um console que reúna a família toda em torno do jogo, e da atividade em jogar videogames.

Não compre se: você busca um console mais sofisticado, com gráficos melhorados e com uma maior capacidade de entretenimento multimídia, indo além dos jogos de videogame.