facebook-home-htc-myst

No dia 04 de abril, o Facebook vai apresentar o seu “novo lar no Android”, o que depois foi descoberto que eles estavam falando do Facebook Home, uma Launcher ou, talvez, uma variante completa do sistema operacional do Google, que funcionará de acordo com o desejo da rede social de Mark Zuckerberg. Seria algo parecido com aquilo que a Amazon fez com os seus tablets Kindle. E faltando poucos dias para o evento, detalhes sobre o Facebook Home e ligados ao HTC Myst, primeiro smartphone que contaria com esse novo sistema, vazam na internet.

O pessoal do site Android Police conseguiu acessar a versão para desenvolvedores desse sistema, onde estavam disponíveis os novos detalhes. A versão estava limitada para alguns funcionários do Facebook, e eles não conseguiram acessar detalhes mais profundos sobre o conteúdo do software. Porém, eles conseguiram detectar várias informações, incluindo as supostas especificações técnicas do HTC Myst. A saber:

  • Tela de 4.3 polegadas em HD (720p)
  • Processador Qualcomm Snapdragon MSM8960 dual-core
  • 1 GB de RAM
  • Câmera traseira de 5 megapixels
  • Câmera frontal de 1.6 MP
  • Sem slot para cartões microSD
  • Bluetooth 4.0
  • Wi-Fi a/b/g/n
  • Sistema operacional Android 4.1.2 Jelly Bean, com interface HTC Sense 4.5

As especificações revelam um smartphone de linha média, quase sem nenhum atrativo em termos de hardware em relação aos seus concorrentes. Porém, ele deve contar com um preço mais acessível, o que acaba chamando a atenção do grande público. É esperado que ele seja oferecido nos Estados Unidos pela operadora AT&T, que pode até oferecer o smartphone de graça, dependendo do plano de dados escolhido pelo usuário (seu preço desbloqueado é especulado em US$ 150).

Também vale a pena destacar a presença do Android 4.1.2, além d existência do HTC Sense. Nesse caso em especial, a nova launcher (Facebook Home) serviria especificamente para oferecer o acesso ao Facebook, e uma conta na rede seria imprescindível para acessar todas as suas funções. Tal como hoje é necessário uma conta no Google para usufruir dos benefícios da Google Play, ou uma conta da Amazon, para utilizar os tablets Kindle.

Através do Facebook Home, o usuário terá acesso ao Facebook Messenger integrado na nova interface. O Messenger funcionaria o tempo todo em segundo plano. Além disso, o sistema de notificações seria completamente remodelado. Alguns rumores mais audaciosos afirmam que esse é apenas o primeiro passo para que o Facebook lance a sua própria loja de aplicativos para dispositivos móveis. Porém, só vamos saber a verdade mesmo apenas em 04 de abril.

Fato é que: nos últimos vezes, todos nós vimos o quanto Mark Zuckerberg está investindo no mercado mobile. E tudo indica que na próxima quinta-feira ele vai mostrar os primeiros resultados desses esforços.

 

Via Android Police