Tragédia no YouTube. Um grupo de hackers atacou o YouTube e retirou da plataforma o vídeo de Despacito, megahit de Luis Fonsi, também conhecido como “o vídeo mais visto da história do YouTube”.

O ataque foi centrado nos canais de vídeo do VEVO. Alguns vídeos tiveram os nomes e imagens de centro trocadas, mas no caso de Despacito, ele simplesmente desapareceu.

Os grupos que reclamam a autoria do ataque são o Prosox e o Kuroi’SH, este último é o mesmo que, no passado, conseguiu controlar o site da Google no Brasil por 30 minutos.

A maioria dos vídeos teve imagens de thumbnail e nomes trocados. Os títulos de algumas canções foram trocadas por mensagens como “Free Palestine”.

 

 

Outros artistas afetados pelo ataque hacker foram Maroon 5, Shakira e Taylor Swift. Um dos supostos autores do vandalismo digital afirmou que realizaram a ação por pura diversão, com a ajuda de um scritp para mudar o nome dos vídeos.

Enquanto isso, o outro responsável pelo hack garante que, se não alcançar ainda hoje 40 mil seguidores no YouTube, el vai roubar as contas da NASA, do telescópio Hubble e de Logan Paul.

 

 

Talvez o mais grave de tudo isso é que Despacito foi removido do YouTube horas depois do vídeo alcançar a marca de 5 bilhões de reproduções no YouTube.

Não sabemos se o vídeo foi baixado pelos hackers, ou se foi o próprio YouTube que removeu o vídeo do ar, como uma ação preventiva. Até o momento, o verdadeiro, único e oficial vídeo de Despacito não está na internet.

E quem se deu mal mesmo foi a Bulgária, que ficou sem hino nacional no YouTube.

 

Via Independent